Os 10 mandamentos do professor de EBD

Os 10 mandamentos do Professor da Escola Dominical

1 – Não terás outras doutrinas além da Bíblia Sagrada.

2 – Não darás aula sem apresentar recursos pedagógicos, slides, imagens e ilustrações para melhorar o aprendizado.

3 – Não tornarás o momento da aula em vão, com uma aula desprovida de conteúdo e sem metodologia criativa.

4 – Reservarás somente o domingo da EBD para preparar a aula? Não! A preparação deve acontecer durante os dias da semana.

5 – Honrarás a presença dos alunos, com apresentação de conteúdo edificante e aulas prazerosas, participativas e dinâmicas de grupo.

6 – Não matarás o desejo do aluno de aprender. Ao contrário, estimularás o aluno a participar da aula, apresentando informações e realizando perguntas.

7 – Não adulterarás as informações sobre o tema da aula, com interpretações duvidosas ou pessoais.

8 – Não furtarás a atuação e inspiração do Espírito Santo, com uma vida cristã sem oração, comunhão com Deus e leitura bíblica.

9 – Não farás falso testemunho de si mesmo, com palavras que não condizem com suas ações. Será o exemplo daquilo que ensinas e vive.

10 – Não cobiçarás o conhecimento do outro. Procurarás também estudar a Palavra de Deus com dedicação, seriedade, preparando-te para ministrar aulas com conteúdo e métodos adequados.

Aut. Diácono Sérgio Baeta

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

MÉTODOS DE ENSINO (parte 1)

Método é o caminho pelo qual se atinge um objetivo, na pedagogia, é um modo de otimizar a relação entre ensino e aprendizagem dinamizando a forma de transmissão do conhecimento. Eles devem ser utilizados para que se evite que o professor fique falando sozinho por muito tempo, dando apenas aulas expositivas, o que muitas vezes, pode ser massante para a classe, sobretudo, quando se trabalha com jovens e adolescentes. Neste post eu falo sobre os principais e como eles podem ser utilizados.

São muitos os métodos, mas nenhum deles é, em si mesmo, eficiente ou deficiente. tudo depende do objetivo de cada aula, e da prática do professor e a necessidade do aluno. Vejamos as principais:

a) Sua Utilização e eficácia depende

  • Dos propósitos do professor
  • Da habilidade do professor
  • Da habilidade dos alunos
  • Do tamanho do grupo
  • Do tempo disponível
  • Dos equipamentos necessários
  • Da instalação da classe

b) Exemplos de métodos para a classe de adolescentes:

  • Equipes de observadores
  • Perguntas e respostas
  • Discussão em grupo
  • Discussão em painel
  • Dramatização
  • Debate orientado
  • Audiovisual
  • Narração dosada
  • Preleção dosada
  • Tarefas ou pesquisas

c) Outros Métodos para reuniões extraclasse:

  • Explosão de idéias
  • Equipe de observadores
  • Simpósio
  • Estudo de um caso
  • Discussão formal

d) O Exemplo de Jesus:

  • Perguntas e respostas (Mt 22.42-45)
  • Preleção com ilustrações (Mt 5.13-15)
  • Discussão (Lc 24.15,27, 32)
  • Audiovisual (Mt 6.22,28, Jô 15.5)
  • Narração (Mt 17.24-27)

Avaliação: 1 de 5.

https://go.hotmart.com/D45351936X?dp=1

Curso de Formação de Professores de Escola Bíblica Dominical

Faça logo sua inscrição!😃😃😃😃😃

Quem foi Amam?

Amam ou Hamã (AS duas grafias estão corretas, pois depende-se da tradução, pode se dizer Amam, ou Hamã) era um líder extremamente arrogante. Reconhecia ao rei como seu superior, mas não aceitava que ninguém fosse seu igual. Quando um homem, Mardoqueu, recusou inclinar-se em submissão a ele, Amam quis destrui-lo. encheu-se de odeio contra Mardoqueu.

Já estava cheio de ódio racial contra todo o povo judeu devido à larga tradição de ódio entre os judeus e os antepassados deles, os amalecitas. A dedicação a Deus do Mardoqueo e seu rechaço a honrar a qualquer ser humano, representou uma provocação para a religião de Amam que se centrava nele mesmo. Amam viu os judeus como uma ameaça a seu poder, e decidiu matá-los a todos.


Deus tinha vindo preparando a queda de Amam e o amparo de seu povo muito antes de que Amam tivesse autoridade sob o governo do rei Asuero. Ester chegou a rainha, e o papel do Mardoqueo ao descobrir o complô de assassinato fez que o rei estivesse em dívida com ele. Não só lhe impediu a Amam que matasse ao Mardoqueo, mas também teve que sofrer a humilhação de honrá-lo publicamente.

Em poucas horas, Amam morreu na mesma forca que tinha construído para pendurar ao Mardoqueu. frustrou-se seu plano de eliminar aos judeus. Em contraste com Ester, a qual arriscou todo Por Deus e ganhou, Amam arriscou tudo por um propósito perverso e perdeu.

A lição que podemos tirar disto tudo é que, tudo que fazemos pode retornar contra nós. Amam quer dizer que obteve o que se merecia. Mas a Bíblia nos leva a nos fazer perguntas mais profundas: “Quanto tem que Amam em mim?”, “Desejo controlar a outros?”, “Sinto-me ameaçado quando outros não me apreciam como eu acredito que devessem fazê-lo?”, “Procuro vingança quando meu orgulho é atacado?” Confesse estas atitudes a Deus e lhe peça que as substitua com uma atitude de perdão. De outra maneira, a justiça de Deus se encarregará de resolver o problema.


Pontos fortes e lucros :
— Alcançou grande poder, foi o segundo em mando depois do Asuero, rei da Persia
Debilidades e enganos :
— O desejo de controlar a outros e receber honra era sua meta maior
— Foi cegado por sua arrogância e presunção
— Planejou o assassinato do Mardoqueu e construiu uma forca para ele
— Orquestrou o plano para massacrar ao povo de Deus de todo o império
Lições de sua vida :
— O ódio será castigado
— Deus tem um registro surpreendente por fazer que planos perversos se voltem contra quem os desenha
— A soberba e a presunção serão castigados
— A insaciável sede de poder e de prestígio resulta autodestrutiva
Dados gerais :
— Onde: Susã, capital da Pérsia
— Ocupação: Segundo em hierarquia em todo o império
— Parente: Esposa: Zeres
— Contemporâneos: Asuero, Mardoqueu, Ester
Versículos chave :

“E viu Amam que Mardoqueo nem se ajoelhava nem se humilhava diante dele; e se encheu de ira. Mas teve em pouco pôr mão no Mardoqueo somente, pois já lhe tinham declarado qual era o povo do Mardoqueo; e procurou Amam destruir a todos quão judeus havia no reino do Asuero, ao povo do Mardoqueo”

(Et_3:5-6).

(Fonte Biblia Diário vivir)

Avaliação: 1 de 5.

Se foi bênção para você, considere deixar um cafezinho, contribua e nos ajude a manter este site no ar! Clique nesta imagem, no lado direito desta página

https://go.hotmart.com/D45351936X?dp=1

Curso de Formação de Professores de Escola Bíblica Dominical

Faça logo sua inscrição!😃😃😃😃😃

O papel da organização na Superintendência da Escola Dominical

Um bom superintendente não deixa de ser um bom administrador, afinal é ele quem organiza e administra a EBD. Por isto, hoje vamos falar sobre a administração na Escola Bíblica Dominical. Veremos com mais calma, como organizar a escola e montar um bom planejamento de aulas e conteúdo de forma a não apenas facilitar o trabalho dos professores, mas também dinamizar o ambiente escolar em questão. A administração aplicada à EBD é fundamental para o sucesso de uma escola organizada.

Dentre os principais quesitos na organização estão: prever, organizar, comandar, coordenar, controlar. Vejamos, então, como cada uma dessas etapas pode ser aplicada à ED e seu funcionamento.

  1. Previsão.

É a avaliação do que poderá acontecer a curto, a médio e a longo prazo. Antes de se estabelecer as metas para a sua Escola Dominical, você precisará avaliar o seu potencial e como este poderá ser desenvolvido durante o tempo em que você estiver atuando como superintendente. De nada adianta traçar metas inalcançáveis ou absurdas, pois elas trarão apenas frustração.  Não adianta quer ter 200 alunos matriculados se sua igreja, contando todos os espações tais como salas e nave da igreja, não cabem 100 pessoas

2. Organização.

Sem ela nada se faz. Deus é organizado e organizador, mas nós infelizmente agimos de forma descoordenada e desorganizada. Prepare e, ou adeque todo o material necessário – organize -. Veja com antecedência de quais materiais você precisa? De quantos professores você precisa para as classes? Quais são os lugares disponíveis e em condições para serem usados você tem em sua igreja?

3. Liderança.

Como superintendente, avalie a sua forma de agir e aja como líder, pois na ED é isto que você é. Converse com os professores e com eles mantenha um ambiente de organização agradável, sem imposições, mas de diálogo, liderança não se impõem, mas se reconhece. Para tanto:

  • Delegue funções. Lembre-se, ninguém faz nada sozinho, você deverá ter um vice superintendente, que será seu auxiliar, conte com ele, peça sua ajuda e colaboração.
  • Ouça. Escute os professores e suas demandas, escute seu pastor e suas dificuldades, você é aquele que está entre o líder da igreja os executores da obra que são os professores, seja um canal pronto a ter contato com ambos os lados e busque sempre ouvir e falar menos.

Haja com firmeza. Nada disto terá efeito se você não for capaz de fazer as mudanças necessárias. Se a ED não for bem, você deverá implementar as mudanças necessárias para o bem da obra, isto inclui em substituir professores, treinar novos auxiliares, remover os problemas que dificultam o crescimento. Às vezes, isto incluir tomar decisões difíceis como pedir que o secretário desligue alunos que faltam demais sem justificativa, pois não há nada mais desmotivador para os bons alunos (as) que a percepção de que não é valorizado (a) ou de que a classe está sendo prejudicada pelas faltas recorrentes tanto de alunos quanto de professores.  Nesta hora, seja amoroso, mas firme.

Finalmente, .não podemos nos esquecer de que a Bíblia nos exorta à importância do planejamento. Foi sobre isto que Jesus falou aos seus discípulos  sobre a construção da torre (Lc 14.18) e por isto, nós também não podemos deixar o planejamento de lado.

Tenha em mente que você só estará exercendo bem a sua função quando puder responder as 5 perguntas do planejamento:

  • O que fazer?
  • Como fazer?
  • Quando fazer?
  • Onde fazer?
  • Que meios terei para fazer?

Fazendo assim, tereis sucesso nesta admirável tarefa de liderar uma escola Dominical.

Boa sorte

Fonte:

ANDRADE, Claudionor Corrêa de Manual do Superintendente da Escola  Dominical…/  1a ed. – Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembleias de Deus, 2000.  

PEREIRA & SILVA, Júlio César Medeiros; Reinaldo Dias da. Manual da Escola Bíblica Dominical. Dicas e Estratégias Para Dinamizar a Maior Escola de todos os Tempos. Rio de Janeiro. Amazon, 2019.

https://go.hotmart.com/D45351936X?dp=1

Curso de Formação de Professores de Escola Bíblica Dominical

Faça logo sua inscrição!😃😃😃😃😃