3 passos para se tornar uma pessoa corajosa

1. Entenda que o medo faz parte

O medo faz parte da vida e, pessoas normais tem medo. Entender que ele está em seu cotidiano é o primeiro passado para isto. Por isto, administrar o medo é o primeiro passo para vencē-lo.

2. Desenvolva a autoconfiança

Pode parecer brincadeira, mas a autoconfiança é aprendida diante se situações complicadas e pavorosas.  Ninguém nasce com ela, na verdade, quanto mais vivemos, mais nos separamos com desafios o que nos faz ficar cada vez mais inseguros.

Logo, deve se lutar no sentido de que diante de cada desafio, se procure ultrapassar as dificuldades confiando cada vez mais em si mesmo.

Acredite em si mesmo em seu potencial.

Se você não acreditar em si mesmo, nem Deus poderá fazer algo em sua vida. Todas as pessoas na Bíblia que fizeram coisas extraordinárias crema em Deus, mas também creram que era capazes de realizar tais obras.

3. Saia da zona de conforto

Os desafios são na verdade possibilidades para a mudança seja de vida, de atitude e de comportamento, enfim, toda mudança implica em coragem e ela não vem sem que saímos da nossa zona de conforto. Pois no conforto e na estabilidade não crescemos. Este é último passo, mas tão importante quanto os outros.

Resumindo, entender, desenvolver e agir são as palavras certas para a superação do medo e se tornar uma pessoa mais confiante e corajosa.

Mãos à obra

Continuar lendo “3 passos para se tornar uma pessoa corajosa”

5 conselhos para criar filhos com sabedoria. Feliz dia dos pais

Rápida reflexão sobre este dia em que se comemora, no Brasil, o dia dos pais.

Juízes 13.8

Ser pai é uma bênção. A figura paterna é crucial na formação dos filhos, daí a dificuldade, afinal, filhos e filhas não vêm com manual de instrução. Daí, que ser pai se aprende sendo. Por mais preparo que pensemos ter, nunca estaremos à altura dos desafios que serão enfrentados.
Contudo, existe um caminho que gostaria de compartilhar, resumidamente, com vocês hoje.

  1. Faça coisas junto com seus filhos. O aprendizado da vida se dá na descoberta e crescimento mútuo. Enquanto seus filhos crescem você também, aproveite para criar pontos de contato entre vocês.
  2. Passe tempo com eles. Eu sei que a vida é corrida, e que tempo é relativo, mas não se furte a estar com ele(a) sempre que possível. Pai aprende sendo e filhos aprendem vendo.
  3. Não repita os erros que seu pai cometeu com você. Toda a criação comete erros e com certeza, por mais boa intenção que seus pais tiveram, ele também erraram com você. Não os repita com seus filhos. Absorva o que foi bom, mas jogue fora o que não foi legal. Quebre o círculo da dor. Ela precisa parar em você.
  4. Corrija sempre que for necessário. Não tenha medo dizer “não” a eles. Pelo contrário, o não é pedagógico. A vida é feita de nãos e são eles que constituem quem nós somos. Dizer não é impor limites e eles são necessários. Pais permissivos são pais destruidores.
  5. Cuide. Amar é cuidar e pior que não ter um pai é ter um pai ausente, por isto, cuidar é essencial. É dizer que se importa, não é dar tudo, mas estar em tudo sempre que for possível, não é não deixar que chore, isto é impossível, é estar ao seu lado quando o choro vier.

Estas dicas não são receitas de bolo, mas se se seguidas podem servir de norte diante desta tarefa tão importante quanto negligenciada nos dia atuais.

No mais, se divirta, celebre, seja pai

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.