Lição 11. A relevância do discernimento. EBD 3° tri 2022

Introdução

Jesus segue desenvolvendo o tema da natureza da vida do Reino para Seus discípulos. E agora passa a alertá-lo sobre as tentações que podem surgir em seus relacionamentos pessoais [Mt 7.1-2]

Tópico 1

Precisamos destacar que o discernimento espiritual em nosso meio é importantíssimo, para não cometermos injustiça e nem fazer acepção de pessoas, pedindo a Deus sabedoria, para que não corremos o risco, de fechar a porta do Reino para alguns (Que querem o reino) e tentar abrir para outros, (que desprezam o reino e até zombam da fé), através do julgamento inconsequente, não separando o certo do errado, (Tg. 4:11,12). Julgar é um oficio de Deus, para apontar o erro de alguém, precisamos olhar primeiro dentro de nós, pois o coração é enganoso quando achamos que não temos defeitos (Jr. 17:9,10). Se não dermos bons testemunhos, a avaliação julgadora será também implacável pelas as testemunhas que nos rodeiam (Rm. 2: 17 ao 24) ; (Mt. 7:2). Temos o hábito de apontar, gerando julgamentos precipitados, sendo que só seremos plausíveis diante de Deus, se esta atitude passar a ser simplesmente uma opinião, gerando misericórdia e compaixão, pois ali está uma alma, pela qual Jesus morreu por ela. E isto podemos controlar através do Espirito Santo (Sl. 34:13).

Assista a video aula aqui

Lição 11 a Relevância do discernimento Betel dominical 3° trimestre 2022

Tópico 2

Observo que aquele que julga outrem tendo uma trave em seu olho, pelo o fato do outrem ter somente um cisco, são aqueles que foram os piores em vida sem Jesus, (Mt 7:5). Só se vence a hipocrisia através da humildade, não adianta ter uma aparência de piedade, se não evidencia ela nos relacionamentos interpessoais, pois todos nós somos pecadores, e não somos melhores que ninguém, para lançar pedras (João 8:7) e sem misericórdia (Tg 2:11,12,13). O perigo pela falta de discernimento, nos levará como disse no início, fechar a porta para aqueles que querem o evangelho e tentar abrir as portas para aqueles que não querem e até zombam da fé, por isso precisamos pedir sabedoria a Deus (Tg. 1:5), para lidar com as coisas espirituais, e engrandecimento do Reino de Deus na harmonia e união, ali as bênçãos virá sobre todos nós (Sl. 133).

https://go.hotmart.com/D45351936X?dp=1

Curso de Formação de Professores de Escola Bíblica Dominical

Faça logo sua inscrição!😃😃😃😃😃

Tópico 3

Bom para resumir este estudo, entendo que o evangelho da Salvação em Cristo ao ser pregado, como diz a Bíblia é um tesouro escondido, ou seja, algo precioso comparado como uma pérola, precisa também ter discernimento para o assim proclamá-lo, visando a qualidade da recepção do ouvinte, não podemos rejeitar ninguém, mas poderemos entender quem será mais receptivos em aceitação do evangelho, pois os cães aqui mencionados, são os egocêntricos, presunçosos, e julgam pensar só neles mesmo, e até dissimulam maldade para se dar bem, enquanto que os porcos são aqueles que acham bonito a vida pecaminosa que levam na sujeira do pecado, desprezando declaradamente as coisas santas de Deus, mas tem um povo que recebem na humildade as verdades do evangelho, com respeito e inteireza de coração, a esses jamais podemos desprezar, mas é ainda necessário se pregar o evangelho de Cristo em tempo e fora de tempo, pois aquele dia Deus fará a seleção e colheita espiritual, separando aqueles que servem a Deus e aqueles que não serve. Obs. Versículos não foram colocados, para não estender o texto.

Bom Estudo!

(Autor: Irmão Robson)