4 Coisas que aprendemos com Cristo no Deserto (Lc.4.1-14)

Esboço da mensagem:

4 coisas que aprendemos com Cristo no deserto, publicada no youtube,

esboço da pregação

Você conhece a Glória de Deus?

Muitos cristãos pedem e imploram pela Glória de Deus, querem ver e sentir a Glória do pai em qualquer circunstância e de qualquer maneira. Entretanto, muitos não sabem, de fato, o que significa ou o que é a Glória de Deus. Neste domingo, pregamos sobre este tema em nosso culto e não custa relembrarmos alguns aspectos concernentes a um assunto tão importante, mas muito pouco estudado em nossas

igrejas.

De uma forma geral podemos dizer que em primeiro lugar, o homem, após a sua queda no Jardim do Edem, perdeu o acesso a Glória de Deus, pois Ele é Santo e a Sua Glória, ou seja, a manifestação de todo o Seu resplendor, não podia mais ser vista ou compartilhada pelo homem, simples mortal e pecador. Assim, nós, eu e você ficamos impossibilitados de vermos e sentirmos a Glória de Deus (Rm. 3.23).

A única coisa que o homem tinha acesso era à manifestação da Glória de Deus no tabernáculo por ocasião do sacrifício anual. Apenas uma vez por ano, enquanto o povo estava no deserto, Deus se manifestava ao homem. Mas isto foi durante pouco tempo.

Mais tarde Deus passou a se manifestar no Templo de Salomão de maneira tão intensa que os sacerdotes não podiam entrar para celebrar, tamanha era a Glória naquele manifestada ali (I Rs. 8.10,11) e assim também foi com o profeta Isaías, (Is. 6.1), porém, como você pode notar a Glória de Deus era percebida, mas não estava dentro do homem e sim no templo, ela estava fora do homem e nunca dentro dele.

Ela envolvia o recinto e era percebida visualmente através da nuvem no tabernáculo, através da fumaça no templo, ou mesmo através do tremor de terra no Sinai. Mas a glória de Deus era exterior ao homem. Contudo, durante 400 anos, nem esta glória visível era percebida. Deus não se manifestava mais ao homem e não era percebido nem mesmo no templo, durante o sacrifício.

Entretanto, na plenitude dos tempos, Deus enviou o seu filho ao mundo, a Glória de Deus se manifestou ao homem cheia de resplendor e virtude (Jo. 1. 14). Jesus era esta Glória de Deus entre os homens visível não mais através de nuvens ou incenso, mas através do  Filho do Homem de carne e osso; mas o mais maravilhoso é que, quando o aceitamos, esta mesma Glória passa a habitar dentro de nós (Jo 1.14).

Então somos cheios de Deus e do seu amor. Esta é Glória de Deus, ela não está fora, mas sim dentro, ela não é tão exterior e sim interior. A glória de Deus habita dentro de nós, logo se alguém te perguntar se você conhece a Glória de Deus, responda que sim, pois ela mora dentro do seu coração.

Que eu e você possamos resplandecer mais da Glória de Deus em nossas vidas.

Tenha um dia de Glória!

By Pastor Júlio César

O mal da ansiedade

A ansiedade  é o mal do século XXI. Ela é a vilã da nossa saúde espiritual, pois ao retirar a nossa paz,  ela nos impossibilita de enxergar a ação sobrenatural de Deus em nosso favor nos levando a duvidar de que Ele nos ame e queira o melhor para nós. Por que você anda tão ansioso(a) pelo que Deus tem a realizar na sua vida? Muitas das vezes, a demora em recebermos algo está relacionada ao  tempo em que Deus nos prepara recebermos aquilo que pedimos.

Lembre-se que Deus trabalhou 25 anos na vida de Abraão antes de lhe dar Isaque, o filho da promessa. Depois Deus trabalhou mais 13 anos na vida de José antes de colocá-lo no trono da maior potência da época. Deus também trabalhou 80 anos na vida de Moisés antes de usá-lo como aquele que lideraria o Seu povo rumo à Terra Prometida.

Jesus trabalhou 3 anos na vida dos apóstolos antes de enviá-los ao mundo.  O Pai trabalhou 3 anos na vida de Paulo antes de torná-lo o Apóstolo aos gentios. Tais fatos demonstram que enquanto esperamos a nossa bênção, por mais que pareça demorar, devemos entender que Deus está agindo, não que ele esteja apenas preparando a vitória, pois o seu poder é ilimitado, mas que muitas vezes Ele precisa trabalhar primeiro em nós a fim de que estejamos preparados para aquilo que ele quer que façamos, ou mesmo para recebermos aquilo que pedimos.

Portanto, amado irmão(a), creia que Deus está trabalhando; confie Nele. A ansiedade é o intervalo de tempo entre o que você precisa e a concretização do que você está por receber. Neste intervalo de tempo, enquanto eu escrevo e você lê, Deus está trabalhando para aquilo que você quer aconteça te moldando e te aperfeiçoando para que a sua vitória seja completa. A ansiedade não ajuda em nada, só atrapalha (Sl. 40.1), pois quando estamos ansiosos é como se duvidássemos de que Deus seja capaz de cumprir o que prometeu.

Creia nisto.

Matando um leão por Dia

A vida corrida que levamos deixa-nos uma sensação muito desconfortável, a de que todos os dias, nos  levantamos, e dizemos “hoje eu tenho que matar mais leão!”. Levantamos, nos arrumamos e corremos. E seja o que for que façamos, trabalhamos muito e como bons brasileiros, improvisamos muito e talvez até por isto trabalhamos mais, mas a vida é tão difícil que temos a impressão de que se não déssemos vários jeitos ao longo do dia, não daríamos conta das nossas tarefas diárias. Isto é estafante.
Nós não apenas matamos um leão como, em muitos casos, temos que deixar mais tantos presos para o dia seguinte.

leão
E assim, ao término do dia e aos chegarmos a casa, nos alegra muito a ideia de que tenhamos cumprido a nossa missão matando aquele leão que nos afligia. Aquele leão representa os nossos medos, problemas cotidianos e dificuldades que nos sobreveem, uma infinidade de problemas dos mais variados tipos e que muitas vezes nos assustam por sua ferocidade; entretanto, antes que possamos adormecer, somos assaltados pela lembrança de que no dia seguinte teremos novos leões para matarmos.
Talvez você amigo também esteja enfrentando um leão dia, e como bom brasileiro, prendendo outros tantos para o dia seguinte e, por isto, esteja se sentindo cansado, pois os leões nunca terminam em sua vida. Assim você se pergunta: de onde poderia retirar forças para matar um leão por dia? O que eu posso te aconselhar é a buscar em Deus a força que necessitas para vencer os leões desta vida. Pois assim como Deus deu a Davi, nas campinas de Israel, a força para matar o leão que ameaçava as ovelhas do seu pai, assim também Deus é poderoso para te encher de graça capacitando-te para matar os seus leões.
A cada manhã, não se preocupe com os leões que surgirão nos seu dia, mas confie no fato de que, Haja o que houver, Deus é poderoso para esforçar as tuas mãos para que venças as adversidades da vida e, mesmo que você não mate o leão, poderoso é Deus para te guardar tal como fez com Daniel, o qual foi salvo na cova dos felinos famintos.
Não se preocupe com os leões, pois eles sempre existirão, afinal são eles que, ao lhe desafiarem cotidianamente, fazem de você a pessoa forte, corajosa e capaz, em Deus, de vencer todas as adversidades da vida. Lembre-se: No dia em que não houver mais leões a serem mortos então não haverá mais desafios a serem vencidos. Quando não existirem mais leões também não existirá mais sonhos.

Tenha um dia abençoado