Como identificar um crente legalista.

LEGALISMO:

Legalismo significa pôr as regras acima de Deus e das necessidades humanas. É o estilo de vida de pessoas que acreditam que o cumprimento das regras torna o indivíduo merecedor do favor e da salvação divina.

 

Características do crente  legalista:

  1. Acha que a salvação pode ser alcançada por algo que faz, pelo mérito próprio.

Acreditam que serão salvos pelo o que fazem: veja: (Ef 2.8,9; Tg.2.10). O diabo também é legalista

  1. Acha que só acontecem coisas boas com quem não peca, e coisas ruins  só acontecem com quem peca;

Por isto, acham que não podem sofrer, não aceitam os males da vida. (Jo 1.21),

  1. Colocam a sua fé no cumprimento de regras nas quais colocaram a fé.

Isto é perigoso pois o verdadeiro cristão tem sua fé em Cristo e não  em preceitos humanos. (1 Co 3.11; Ef. 3.17; Gl.5.6; Is. 28.16)

  1. A razão pela qual buscam não pecar é o medo que possuem de Deus:

Não devemos servir a Deus por medo de ir para o inferno ou sermos punidos, temos que servir a Deus por amor. (Jo 14.21; II Co.5.14)

  1. Buscam a auto justificação, estão sempre certos e com respostas pra tudo;

Este tipo de crente se acha justo diante de Deus, e menosprezam os mais fracos,  veja (Jó 9.31; I Jo. 3.15; Lc. 18-9-14).

  1. 5. Para o legalistas as pessoas são menos importantes que as regras que eles acreditam

Ele só quer regras, regras e regras, as pessoas não importam para eles, eles não sabem o valor de uma alma (Mt. 12.12; Lc.5.32)

By  Pr. Júlio César

 

Diz o Néscio: Não há Deus!

Salmo 14. 1Diz o Néscio em seu coração: “Deus não existe”. Todas as suas atitudes são corruptas e abomináveis: não há um que faça o bem

O versículo de acima me lembra muito o F. Dostoiévski, romancista alemão, escreveu em um diálogo do romance ” Os Irmãos Karamazov” : “tudo é permitido […] Como Deus e a imortalidade não existem, é permitido ao homem novo tornar-se um homem-deus, seja ele o único no mundo a viver assim.” nesta passagem, a personagem justifica os seus atos maus pelo fato de que, se não existe um Deus que possa punir a maldade, logo tudo é permitido. E muitos vivem a vida assim.

o néscio acredita que Deus não exista e por, isto, ao longo da vida pratica o mal, oprime a viúva e o pobre, vive como se não tivesse que prestar contas a ninguém e, isto, para o salmista é uma ação tola, pois além de Deus existir, cada ato de nossas vidas estão registradas diante dele e por elas receberemos o que fazemos de bom ou ruim. Além disto, existe um juiz que é a própria consciência que o acusa dos seus erros e ações, talvez por isto, para não viverem com um profundo sentimento de culpa, evitam crer numa vida vindoura da qual nada sabem e nem controlam.

Somente um tolo, ou seja, um néscio, para crer que se pode viver sem prestar contas a ninguém. Quer queira ou não, todos nós temos de dar satisfações do que fazemos em alguma esfera da vida, seja na família, seja trabalho, no amor e na politica, se engana quem acha que as coisas que faz e pratica dizem respeito somente a si. Na verdade, todos nós, em algum grau de  temos que dar satisfações do que fazemos, mesmo que seja para nós mesmos, pois não nada melhor que deitar e dormir com a consciência limpa de seus atos.

Se Deus não existe, diz o néscio, então façamos tudo o que nos dá na telha, o problema é que o fato de não acreditarmos em Deus não nos torna menos culpados dos nossos atos, e, mais o fato de não crermos nele não anula a sua existência.

Deus existe e está atento ao que o homem faz, quer ele creia ou não. E se nem o pobre, nem a viúva, nem orfão podem lutar por si, existe um Deus que por eles vela e pede contas.

By Júlio César