Comentário à lição 7 reconhecer e lidar com os casos de bipopolaridade

 

1º Trimestre de 2019, ano 29 nº 110

ENFERMIDADES DA ALMA II



Este é um esboço da lição número 6. Um subsidio a mais para os professores e Superintendentes de EBD que quiserem se aprofundar mais no tema e de forma algum substitui o material da Revista, que deve ser comprado na Editora Betel, este esboço é apenas um simples complemento e auxilio a superintendentes,  professores e alunos.

Obs. Os textos neste esboço não são copiados da revista a fim de não ferir os direitos do autor e da Editora publicadora, afinal, cada individuo deverá ter sua própria revista.

Lição 7 – Reconhecendo e lidando com os casos de Bipolaridade

Nome:________________________________ Classe:_______________data:____________ igreja:___________________________Tempo de aula:_____________ Recursos Didáticos:__________________________________________

Texto Áureo:

Provérbios 8:12

(12)  Eu, a sabedoria, habito com a prudência, e acho o conhecimento dos conselhos.

Verdade Aplicada

“A perseverante prática da comunhão entre os discípulos de Cristo é um importante auxilio no cuidado de quem sofre com a bipolaridade”

Objetivos:

  1. Mostrar o que é bipolaridade
  2. Ensinar como identificar as características da bipolaridade
  3. Apresentar a similaridade de sintomas

(é importante verificar ao fim da aula se os objetivos foram cumpridos)

 

Texto de Referência:

Referências sobre sentimentos angustiosos que nos fazem perder o senso de realidade: Pv.7.4; Is. 40.31; Rm. 8.39. Ap. 22.15.

Definição: Transtorno bipolar é manifestado por fatores genéticos e ambientais. O transtorno bipolar (TB) é uma doença para toda a vida. Não tem cura, mas pode ser controlado e sua manifestação está ligada a fatores ambientais e genéticos. Em boa parte dos casos, trata-se também de um problema que se herda dos pais[1].

Resumo esquemático da lição :

  1. Conhecendo o que a Bipolaridade.

O transtorno bipolar, também é chamado por alguns de transtorno do humor e é uma enfermidade que se caracteriza pela alternância de episódios de euforia e depressão, alterna entre a normalidade e as crises.  

Alguns pacientes  apresentam mais períodos de depressão do que de euforia, enquanto outros mais euforia do que de depressão. Casos exclusivos de mania são raros.

  • Identificando características.

O transtorno bipolar pode ser muito diferente em pessoas diferentes. Em cada pessoa  ele pode se manidestar de um modo. Em geral Há quatro tipos de episódios de humor no transtorno bipolar:

  1. mania: A euforia (ou mania) é uma das fases do Transtorno Bipolar e caracteriza-se por um estado de exaltação do humor, com aumento de energia, sem qualquer relação com o momento que o indivíduo está vivendo. Nesse período do transtorno bipolar, o paciente não está deprimido e nem alegre por um motivo especial, mas apresenta humor eufórico, irritável ou mesmo jocoso ou arrogante. Mania de grandeza também é muito comum.
  • hipomania; Uma outra fase que uma pessoa bipolar pode experimentar é a chamada hipomania, que seria um estado de mania mais leve e que traz menos prejuízo. Geralmente, a hipomania acarreta em um funcionamento acelerado, porém produtivo para o paciente. Muitos não identificam que estão em fase hipomaníaca, nivelando esse período como a fase eutímica. Esse ponto é importantíssimo, pois muitos pacientes, quando estão entrando em hipomania (podendo evoluir para a mania ou não) são resistentes quanto a manter o tratamento e muitas vezes param com a medicação, o que se torna um grande problema para estabilizar o transtorno.
  • depressão. As fases de depressão dentro do transtorno bipolar também são consideradas um subtipo de depressão. Existe a depressão bipolar tipo 1, que é intercalada com episódios de mania, e a tipo 2, na qual os episódios fora da depressão tem uma euforia um pouco menos intensa. Os sintomas apresentados na fase de depressão são os mesmos de um episódio depressivo: humor deprimido, falta de energia, falta de iniciativa e vontade, falta de prazer, alteração do sono, alteração do apetite, lentidão do pensamento, lentidão motora. Já nas fases de euforia, o paciente pode apresentar sintomas como: agitação, ocupação com diversas atividades, obsessão com determinados assuntos, aumento de impulsividade, aumento de energia, desatenção e hiperatividade. A pessoa com esse quadro geralmente acha que está bem e saudável.

d. episódios mistos.

 Cada tipo de episódio de humor no transtorno bipolar tem um único conjunto de sintomas.[2]

  • Similaridade de sintomas:

Quadro de sintomas:

Principais sintomas do transtorno bipolar

Existem vários sintomas que caracterizam cada fase, sendo que os principais são:

Sintomas de Mania / Hipomania Sintomas da Depressão Sintomas do Estado Misto
Impaciência Irritabilidade Ansiedade
Inquietação Perda de interesse ou de prazer Angústia
Confiança exagerada Melancolia Raiva
Pensamentos acelerados Aumento ou perda de apetite / peso Hostilidade
Insônia Excesso ou falta de sono
Aumento apetite sexual (com vários parceiros, em alguns casos).

Maior taxa de suicídio. Entre as doenças mentais, a depressão bipolar é a que mais causa morte por suicídio. Um estudo publicado no periódico Bipolar Disorders, feito ao longo de 18 meses, apontou que 19,9% dos bipolares tentaram suicídio enquanto a taxa foi de 9,5% entre os que tinham depressão maior (muito grave).[3]

Pesquisas tem indicado que os atos suicidas ocorrem com frequência  durante os episódios de depressão.

Obs. Ponto chave da Revista: Doença não é desvio de caráter. Frise isto com a Classe!

Conclusão

A igreja de Cristo não deve agir como se tivesse medo de pessoas com este distúrbio.

Recursos didáticos:

  1. Filmes

Mr. Jones.  O personagem principal do filme “Mr. Jones”, interpretado por Richard Gere, reproduz com fidelidade os altos e baixos vividos por uma vítima do transtorno bipolar.

Mr. Jones. 1994 (Alemanha) Direção: Mike Figgis. Richard Gere, Lena Olin, Anne Roteiro: Eric Roth, Michael Cristofer.

  • Exemplos da Bíblia.
    • O caso de Elias na caverna. (I Rs. 19.4,6);
    • O caso do rei Saul.

A instabilidade emocional com relatos de depressão que subitamente tomava Saul, rei de Israel, em meio a batalhas em que se destacava com bravura e heroísmo.

 (Tema de discussão 1: seria um caso de bipolaridade? Talvez a diferença, fosse que Saul era atormentado por um espirito, e a bipolaridade é uma enfermidade e não é causada, necessariamente por um demônio.

(Tema de discussão 2. Talvez a dificuldade de se encontrar exemplos na Biblia seja pelo motivo de que esta enfermidade é mal deste século, deste tempo e não dos tempos antigos)

  • Mitos sobre a bipolaridade

1º – A pessoa bipolar vive alternando de um humor para outro?

Não! Na maioria desses pacientes, o período de depressão se prolonga, exceto nos “cicladores rápidos”, que geralmente são mais resistentes ao tratamento.

2º – O transtorno bipolar só afeta o humor?

Isso é falso! A doença tem origem no cérebro, nas conexões entre neurônios e afeta tudo o que se faz, o que se pensa e, definitivamente, o que se é!

3º – Como não há tratamento eficaz, o bipolar está fadado a ter uma vida infeliz?

Também isso não é verdadeiro. Há tratamentos eficazes, unindo-se medicamentos, psicoterapia e educação familiar. Há bipolares que são um sucesso no trabalho e têm bom relacionamento familiar, embora não deixem de estar em constante estado de combate[4].

Dados:

(Fonte: https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/depressao-cresce-no-brasil-e-doenca-apresenta-altos-indices-entre-mulheres/ )

QUESTIONÁRIO

R1. Porque ele é bom e uma fortaleza no dia da angústia;

R2.Quando não desfruta da alegria de servir a Deus;

R3. A sermos simples e prudentes

R4. Elais (I Rs. 19.4,6)

R5.A enfermidade.

Bibliografia:

Revista Betel Dominical. Enfermidades da Alma II. Lição 4. Enfrentando o transtorno do sono. 1º Trimestre de 2019, ano 29 nº 110.

Bíblia do Culto. Versão Almeida e Corrigida. Rio de Janeiro, Editora Betel, 2017.

https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/bdi.12195 acessado_em_11_02_19


[1] https://www.pfizer.com.br/noticias/Transtorno-bipolar-%C3%A9-manifestado-por-fatores-gen%C3%A9ticos-e-ambientais

[2] https://jornalggn.com.br/noticia/as-caracteristicas-e-os-tratamentos-do-transtorno-bipolar

[3] https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/bdi.12195

[4] https://formacao.cancaonova.com/atualidade/saude-atualidade/transtorno-bipolar-a-verdade-atras-dos-mitos/

Assista a video aula da lição 7

3 ações que potencializarão a sua liderança

Em qualquer área na vida, existem ações que potencializam determinadas situações trazendo crescimento e produtividade. O líder também precisa despertar o seu potencial através de práticas que maximizem os seus resultados. hoje abordaremos pelo menos três ações que poderão tornar a sua liderança, de fato mais eficaz e produtiva, pois não há nada pior do que trabalhar sem ver o seu fruto gerado.

Muitas vezes isto acontece porque não estamos exercendo ações que possam, de alguma forma, impactar aqueles que estão a sua volta e portanto, gerando o resultado necessário. Existem, muitas, mas por hora, porporemos estas:

1. RESPONSABILIZE-SE:

Liderar, em qualquer área na vida é responsabilidade, assumir os erros cometidos é fundamental para quem deseja uma liderança de impacto positivo. Assumir o erro também demonstra o  caráter do líder, e,  ainda, a nobreza contida na humildade que é o de dizer ” me desculpe, eu errei”.

Assuma quando você errar, não tenha medo das críticas que irá receber por ter se equivocado, é melhor que seus liderados percebam desde logo que você é um ser humano normal que, como eles  também comete erros, isto irá demonstrar a eles o que você também esperará deles quando eles errarem.

Nunca é tarde para se reparar o erro cometido, pior é prosseguir mesmo sabendo que não escolheu o melhor caminho a seguir ou que a tática foi um fracasso.

    Peça, desculpas e comece de novo

2. SUPERE SEUS LIMITES

A divisa entre o fracasso é o sucesso é a coragem de ir além dos limites estabelecidos, quer sejam físicos, emocionais, econômicos ou de qualquer outra área.

A superação dos limites será fundamental para o desenvolvimento de habilidades importantes na liderança. A cada passo e desafio vencido, você perceberá que cresceu, que deu um passo mais a além, na direção da descoberta do seu verdadeiro potencial.

    Seu potencial só pode ser desenvolvido, na medida em que você supera seus limites

3. COMPARTILHE AS SUA FERRAMENTAS

Na época da Guerra Fria, confronto ideológico entre a URSS e os Estados Unidos da América, no século XIX, se julgava que o segredo era grande arma.  Acreditava-se que deter a informação era mais importante do que compartilha-lha, afinal, quem detinha a informação, dizia-se à época, possuía vantagens sobre os seus adversários.

Hoje esta lógica está ultrapassada. A informação não é mais um privilégio de quem quer que seja. Todos, de uma forma ou outra possuem a informação que é vinculada na Internet, no seu celular, smartphone, iPhone etc. Compreende-se que agora que, o segredo está em justamente compartilhar o conhecimento.

O líder que não compartilha o que  sabe ficará sozinho e isolado, a final, ninguém é o dono da verdade, por isto, o líder que não compartilha não faz o mais importante que o de instruir o seu grupo a fim de que eles cresçam.

Não queira ser do tipo de líder mágico, aquele que do nada, tira um coelho da cartola! as pessoas não se impressionam mais com isto, liderança não é mágica, é esforço e dedicação, quando você compartilha o que sabe e como chegou a este ou aquela solução você ao mesmo tempo que demonstra claramente como fazer, você também ensina de forma que eles também pratiquem e não apenas sigam os seus passos, mas que possam criar novos métodos. Isto com certeza potencializará a ação de forma surpreendente.

    Compartilhe o que você sabe, compartilhe o que você tem, compartilhe quem você é.

Na liderança é assim: se compartilha as ferramentas, supera-se a si mesmo e assume-se os erros cometidos, se não fora assim, pode ser qualquer outra coisa, menos liderança.

Para saber mais, acesse o nosso curso de liderança on line,

no YouTube: Curso de Liderança Ministerial

Ou no meu livro: Os 7 Segredos da Liderança, já diponível na Amazon.

O Monge e o Escorpião

O MONGE👳‍ E O ESCORPIÃO🦂
Um monge e seus discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas.
O monge correu pela margem do rio, entrou na água e pegou-o pela mão.
Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o monge deixou-o cair novamente no rio.

Foi então à margem, tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, pegou o escorpião e o salvou.
Voltou o monge e juntou-se aos discípulos na estrada.
Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados:

– Mestre, deve estar doendo muito!
Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso?
Que se afogasse! Seria um a menos!

O monge ouviu tranquilamente os comentários e respondeu:

– A natureza dele é picar. A minha é salvar.

Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal. Tenha ações como um filho de Deus

Quando a vida te apresentar mil razões para chorar mostre-lhe que tens mil e uma razões pelas quais sorrir.

Flores também nascem em lugares feios

Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam (Mt. 6.29)

Muitas flores nascem nos lugares mais sombrios, inóspitos e feios até. Outro dia me perguntei porque isto acontecia. Na verdade, eu estava pensando sobre quantas vezes nós nos entristecemos quando os nossos esforços não são reconhecidos, ou pensamos que não somos valorizados como deveríamos ser por tudo o que somos ou fazemos, da forma que achamos correto.

Infelizmente há muitas pessoas que desistem aqui de ser boas, de praticarem o correto, de serem humanas lindas por dentro, afinal, o que faz uma flor em um vale? Lugar não é visto, valorizado muito menos admirado.

Foi então que me voltei para o que Jesus dizia sobre a essência da vida e em que ela reside. Após proclamar o sermão da montanha, em MT. 5 e 6, Jesus inicia uma fala sobre as verdadeiras necessidades da vida e cita os lírios do campo. Isto me fez pensar porque eles nascem lá, sem serem plantados por ninguém, apenas pelo Criador.

Se você se sente como alguém plantado no lugar errado, como uma flor em meio a maldade, no vale do esquecimento, quero compartilhar com vc o que eu aprendi:

1. Fores não deixam de ser bonitas por estarem lugares feios

Sim, a flor embeleza onde estiver e não perde a sua essência apesar de estar em lugar inapropriado. Não deixe que o que está sua volta retirem a beleza que há dentro de você!

black-white-2305547_1920

2. As flores não perdem seu perfume ainda que estejam em lugares sujos

As flores sempre exalam seus perfumes, não importam onde elas estejam, elas continuam perfumar. Assim eu e você precisamos continuar a exalar o perfume de Cristo.

Esta é a razão para estarmos lá, exalarmos o cheiro de Cristo, a Rosa de Sarom

3. Deus é quem cuida das flores.

Na passagem acima Jesus ensinava que os discípulos não deveriam estar ansiosos pela vida, pois se Deus cuidava das flores, quanto mais deles. Assim, não se preocupe por estar em lugar inóspito, Deus é que cuida de ti.

Por tudo isto, ninguém deve ficar preocupado se é valorizado ou não, flores não se importam com o seu redor, se a veem ou se a admiram, elas simplesmente existem. Assim não devemos estar preocupados em aparecer ou reconhecimento humano, pois

As flores existem para glorificar a Deus e não aos homens

Assim, tudo o que fazes e és, não o fazes nem o é para os lugares, nem para as pessoas sim para Deus. Continue sendo flor para a glória a Deus e dê o melhor que você puder independente do lugar e das pessoas que te cercam

By Pr. Júlio César