Lição 13. Um novo céu e uma nova terra (Comentário)

Lição 13 2 tri 2022

Um novo Céu e uma Nova Terra

A expectativa de um novo Céu e uma Nova Terra, se dará no seu propósito conclusivo e definitivo, e tendo como finalidade principal, manifestar para sempre a vontade de Deus, para aqueles que se mantiveram fiéis até o fim (Mt 24:13), porque a vontade de Deus, é aquela que suprirá todas as carências humanas, por ser eficaz e suficientemente completa em nós,(Rm 12: 2). Uma nova empreitada espiritual vinda de Deus, o fará cumprir os seus desígnios, numa terra que já não existe mais (Apoc 21:1), e sim esta terra passará por uma transformação, para termos um novo estilo de vida moral em Deus, (2 Pd 3:12,13). Este empreendimento espiritual nos assegurará, que Deus estarás conosco para sempre no sentido literal e espiritual, porque esta é a vontade de Deus (Jr 30:22), e também é uma promessa somente para aqueles que vencer,(Apoc 21: 7).

Quando se sabe o que Deus reprova em nosso comportamento, fica mais expressivo a mudança de atitudes para agradar a Deus, baseado na listagem bíblica (Apoc 21: 8 ; Apoc 22:15) aí está aqueles que não agradam a Deus, e por consequência estes não irão morar neste Novo Céu e a Nova Terra, por isso que a bíblia nos adverte á santificar mais ainda, do que se sujar mais ainda, (Apoc 22:11): Neste tópico 2, poderíamos apresentar no sentido espiritual como se livrar de tais atitudes que não agradam a Deus, por atitudes que agradam a Deus, Ex. (Tímidos) precisam ser corajosos para servirem a Deus (2 Tm 1:7); (Incrédulos) precisam acreditarem naquilo que é verdadeiro (1 João 5:20); (Abomináveis) precisam honrar mais a Deus (Pv 14:31); (Assassinos) precisam disseminarem a vida (Dt 30:19); (Impuros) precisam ter a mente de Cristo (1 Cor 2:16); (Feiticeiros) precisam fazer sempre o bem (Pv 25:21,22); (Idolatria) precisam ser verdadeiros adoradores (João 4:23); (Mentirosos), precisam ser inculpáveis e sinceros (Fp 2:15).

O Novo Céu e uma Nova Terra, é uma promessa apocalíptica, que está associada a vinda de Cristo, e que precisa voltar em nossos púlpitos com urgência (Apoc 22:20), pois Cristo está voltando, (Apoc 3:1), a mensagem desta lição nos faz despertar à andar com Deus, não só pelo fato de Ele estar em nossa companhia (Mt 28:20), mas também estarmos em suas dependências espirituais, pois é estando assim que Ele voltará para nos buscar, (João 14:1,2,3,4), pois uma Igreja cheia do Espírito Santo (Ef 5:18), e que ama a vinda de Cristo (2 Tm 4:7,8), certamente será recebida ao escutar o seu chamado pelo próprio Cristo, (Apoc 22:17 ; Mt 25:34), Bom Estudo!

Autor: irmão Robson

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Maria de Nazaré, a mulher que incendiou o nordeste com a chama do poder de Deus

A FUNDADORA DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO CEARÁ | Conforme já visto, inicialmente o fogo do Pentecostes alcançou a irmã Celina Albuquerque dia 2 de junho de 1911. No mesmo dia a irmã Maria de Nazaré, que foi o segundo membro da igreja Batista de Belém do Pará, também foi batizada com o Espírito Santo. Esse fato motivou o desligamento de 19 irmãos da igreja batista, onde congregavam. Em virtude disso o irmão Henrique de Albuquerque e sua esposa Celina Albuquerque ofereceram a sala de sua casa, na Rua Siqueira Mendes, 67, bairro Cidade Velha, para que aqueles amados irmãos se reunissem. Nascia então a igreja Missão da Fé Apostólica no dia 18 de junho de 1911.

Irmã Maria de Nazaré

A mulher nordestina é por natureza forte e corajosa, e foi com este espírito que Maria de Jesus Nazaré Araújo, em junho de 1914, encorajada pela graça de Deus embarcou sozinha em um navio rumo ao seu torrão natal, à cidade de São Francisco de Uruburetama, atual Itapajé, no Estado do Ceará.

Ao chegar à cidade de Fortaleza, a pioneira cearense precisou viajar três dias montada em um animal de carga até a residência dos seus familiares no Sítio Paudólio, no município de Itapajé.

O contato inicial da irmã Maria de Nazaré com os seus parentes não foi como desejado. Em razão da sua fé, sofreu hostilidades, a ponto de ser rudemente maltratada, ter sua Bíblia jogada no chão e ser expulsa.

Sem destino, a pioneira ouviu que alguém sussurrou:

“ – Vá para o Sítio Santana. É lá que moram os protestantes”.

No Sítio Santana, Deus cumpriu integralmente tudo que havia falado ao coração da sua serva Nazaré. Raimundo de Salles Gomes e seu genro Vicente de Salles Bastos, que dirigiam uma congregação Presbiteriana Independente, acolheram a missionária e ainda creram na mensagem do batismo com o Espírito Santo, tornando-se pentecostais.

Em seguida, Maria de Nazaré e alguns irmãos desceram à Fazenda Lagoinha, um percurso de 21 quilômetros, e encontraram Cordulino Teixeira Bastos e Luiz Gonzaga Bastos, que dirigiam a segunda congregação Presbiteriana Independente. Eles também aceitaram à mensagem pentecostal.

Do centro da vila (atual Itapajé) a irmã Nazaré enviou um telegrama à igreja em Belém, relatando as boas novas do Evangelho ocorridas em sua terra natal. Empolgado com as notícias recebidas, Gunnar Vingren enviou o Pastor Adriano Nobre – Cearense, nascido na cidade de Pacatuba – para estabelecer os fundamentos do Movimento Pentecostal em solo cearense, ato que ele realizou com um culto no dia 20 de julho de 1914 na Fazenda Lagoinha. Esta data, desde então, foi oficializada como a data de fundação das Assembleias de Deus no Estado do Ceará. Este memorável culto foi marcado por muitas conversões ao Evangelho e pela manifestação do poder pentecostal.

A vida de Adriano Nobre como primeiro pastor da Assembleia de Deus no Ceará não foi fácil. Perseguido e preso na cadeia pública por dois dias foi escoltado, a mando do intendente Josué Teixeira Bastos, até o porto de Fortaleza e proibido de retornar a Itapajé para que a sua vida fosse preservada.

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 11. A realidade do milênio

Lição 11 EBD 2 tri 2022

É certo um governo estabelecido na terra no comando de Deus em Jesus Cristo, mas antes ocorrerá o julgamento das nações (Mt 25: 31 ao 46), evidenciando três tipos de povos 1* Os neutros, 2* Os da marca da besta, 3* Os que não acreditaram no evangelho, fazendo assim uma limpeza na terra para que o Reino Milenial seja amplo e divinamente transformador.

A eficácia deste Reino revelando a autoridade de Jesus Cristo de forma definitiva, se dará com a prisão da antiga serpente (o dragão) por mil anos Apoc 20:2), lembrando que o anticristo e o falso profeta foram lançados no lago de fogo, (Apoc 19:20). Nesta implantação milenar tendo como diretriz a cidade de Jerusalém como a capital do mundo tanto no meio político e religioso (Is 2:3), colocando de uma vez por todas o fim da adoração aos deuses de mentira, adorando somente o Verdadeiro Criador (Jr 33:16). Cristo o Rei deste reino, por sua mediação tríplice e eficaz, 1* Profeta, 2* Sacerdote, 3* Rei. (Apoc 1:1 ; 5:9 ; 11:15).

Neste reino a terra será cheia da Glória de Deus (Is 6:3 ; Sl 72:19), por meio do derramamento do Seu Espírito, este que era manifestado no antigo testamento em ocasiões especificas, e deu o seu início parcial no dia de Pentecostes, e se dará na sua real e completa manifestação e totalidade, neste Reino Milenar conforme profetizado em (JL 2:28). Rei Jesus comandará tudo neste reino por promessa e eficácia do seu poder, porque tudo é Dele, por Ele e para Ele são todos as coisas, Glória a Ele eternamente (Rm 11:36).

Será manifestado neste tempo de fato a justiça de Deus sobre a terra, pois Cristo julgará com retidão (Sl 96:10 e 13), diferente da justiça terrena, que embora aparentemente julga sem olhar a quem, mas se tiver um preço a pagar, acabam se vendendo e cometendo injustiças. Mas a Vontade de Deus prevalecerá tanto no céu como na terra (Mt 6:10).

O Reino de Deus (Milênio) será verdadeiro na terra, livre da tentação, doenças, e um mundo de paz (Is 9:6), que terá sua real modificação por meio da concepção mental e filosófica de Deus, e não da concepção mundo, ou seja, vai acabar o individualismo, o egoísmo, e viveremos unidos para um bem comum, e longe de guerras e conflitos, por onde todos serão beneficiados, onde não mais gastaremos com armamentos bélicos, e sim em ferramentas de trabalho para um bem de todos (Is 2:4). Obs. O mundo busca tanto a paz nos conceitos materiais desta vida, que na verdade estão caminhando para uma guerra sem precedentes, gastando 1 trilhão e 900 milhões em armamentos bélicos, mas neste reino Milenar serão convertidos em ferramentas úteis de trabalho.

Embora existirá a morte neste período, mas a vida será mais duradora neste período, (Is 65:22), inclusive até os animais viverão em harmonia entre nós e as nossas crianças, e entre eles também (Is 11:6,7,8), e digo que toda a terra se encherá do conhecimento de Deus (Is 11:9), refita nisso! Como já será maravilhoso este Reino, embora temporário! Imaginem então como será os Novos Céus e Nova Terra que serão eternos? (Apoc 21:1,2,3,4,5) Bom Estudo!

Autor: irmão Robson

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

siga-nos nas redes sociais

Lição 11 jovens conectar+

Conectar+

siga-nos nas redes sociais