Lição 1, Sermão do Monte e sua essência. Betel Dominical, 3° Tri 2022 (Comentário)

Tópico 1

Sermão do Monte é um estilo de vida Cristã caracterizado na divindade de Deus, com o propósito de evidenciar o Reino de Deus por suas criaturas, alcançando um bem estar comum e mundial, por meio de suas vidas transformadas pelo Espirito de Deus, e por estar exercendo a vontade de Deus, que é a Cidadania Celeste.(Sl. 24:4,5 ; Fp. 4:8), o Sermão do Monte na sua abrangência tem como finalidade de característica, firmar um relacionamento genuíno entre nós e o nosso Deus, e nós como nosso próximo, para que haja um bem comum e tudo para a Glória de Deus (Mt. 5:16), No Sermão do Monte, encontramos (9) preceitos comportamentais que ao segui-los, alcançaremos se permanecermos fiéis nesta esfera divina por atitudes frutíferas, para proclamação do Reino de Deus, uma bem-aventurança maior, que é subir na primeira ressurreição (Arrebatamento), (Apoc. 20:6 : Tt. 2:14).

Assista a video aula aqui

youtube

Tópico 2

O referencial deste Sermão é a prática do mesmo, como podemos ser pertencentes ao reino de Deus, e não ter o comportamento que não evidência o mesmo?? (Mt. 15:8). Ou seja, Será que adianta ser salvo pela fé através do arrependimento, e alcançar o milagre de poder ser perdoado, e não ter a vida transformada pelo caráter de Deus? E se o Reino de Deus não ser proclamado no meio de nós? Certamente estaremos em falta! (Lc. 17:21), O propósito maior deste Sermão é trabalhar o caráter dos seres humanos de dentro para fora, pois Deus conhece o nosso interior (Jr. 17:10), e tem como essência uma vida policiada para executar comportamentos dignos de verdadeiros arrependimentos (Mt.3:8), não basta ter apenas aparecia de ser bom, mas na verdade é um sepulcro caiado (Mt. 23:27).

Tópico 3

A autoridade deste sermão dito por Jesus, nos leva entender que o resultado maior de ter uma vida para agradar à Deus, e de maneira muito mais eficaz para uma transformação interior, é quando se trabalha na consciência das pessoas (1 Cor. 11:27,28), ou seja, não apontar os erros, mas sim mostrar o que é preciso para ser feito de maneira correta, porque aquele que sabe o que tem que ser feito e não o faz, este comete pecado (Tg 4:17), muitos justificam suas atitudes violando os Direitos de Deus, seguindo doutrinas de demônios (1Tm 4:1,2), quando se é transformado pelo Espirito Santo, embora no mundo carnal o Sermão do Monte implica atitudes que possa gerar perdas neste mundo terreno, mas na verdade ao colocá- lo em prática, estaremos preservando ao nossas vidas para uma vida na eternidade com Cristo (Hb.10:39). É devocional à prática do sermão do Monte que evidência o Caráter de Cristo em santificação, pois é nesta estrutura espiritual que precisamos chegar, ser perfeitos como vosso pai que está no céu é perfeito (Mt. 5:48 ; Ef. 4:13)

Bom Estudo!

Autor: Irmão Robson

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 1 Conhecendo o Espirito Santo conectar+ 3° tri 2022 (Slide)

Assista a video aula aqui

Baixe o slide aqui

Lição 13. Um novo céu e uma nova terra (Comentário)

Lição 13 2 tri 2022

Um novo Céu e uma Nova Terra

A expectativa de um novo Céu e uma Nova Terra, se dará no seu propósito conclusivo e definitivo, e tendo como finalidade principal, manifestar para sempre a vontade de Deus, para aqueles que se mantiveram fiéis até o fim (Mt 24:13), porque a vontade de Deus, é aquela que suprirá todas as carências humanas, por ser eficaz e suficientemente completa em nós,(Rm 12: 2). Uma nova empreitada espiritual vinda de Deus, o fará cumprir os seus desígnios, numa terra que já não existe mais (Apoc 21:1), e sim esta terra passará por uma transformação, para termos um novo estilo de vida moral em Deus, (2 Pd 3:12,13). Este empreendimento espiritual nos assegurará, que Deus estarás conosco para sempre no sentido literal e espiritual, porque esta é a vontade de Deus (Jr 30:22), e também é uma promessa somente para aqueles que vencer,(Apoc 21: 7).

Quando se sabe o que Deus reprova em nosso comportamento, fica mais expressivo a mudança de atitudes para agradar a Deus, baseado na listagem bíblica (Apoc 21: 8 ; Apoc 22:15) aí está aqueles que não agradam a Deus, e por consequência estes não irão morar neste Novo Céu e a Nova Terra, por isso que a bíblia nos adverte á santificar mais ainda, do que se sujar mais ainda, (Apoc 22:11): Neste tópico 2, poderíamos apresentar no sentido espiritual como se livrar de tais atitudes que não agradam a Deus, por atitudes que agradam a Deus, Ex. (Tímidos) precisam ser corajosos para servirem a Deus (2 Tm 1:7); (Incrédulos) precisam acreditarem naquilo que é verdadeiro (1 João 5:20); (Abomináveis) precisam honrar mais a Deus (Pv 14:31); (Assassinos) precisam disseminarem a vida (Dt 30:19); (Impuros) precisam ter a mente de Cristo (1 Cor 2:16); (Feiticeiros) precisam fazer sempre o bem (Pv 25:21,22); (Idolatria) precisam ser verdadeiros adoradores (João 4:23); (Mentirosos), precisam ser inculpáveis e sinceros (Fp 2:15).

O Novo Céu e uma Nova Terra, é uma promessa apocalíptica, que está associada a vinda de Cristo, e que precisa voltar em nossos púlpitos com urgência (Apoc 22:20), pois Cristo está voltando, (Apoc 3:1), a mensagem desta lição nos faz despertar à andar com Deus, não só pelo fato de Ele estar em nossa companhia (Mt 28:20), mas também estarmos em suas dependências espirituais, pois é estando assim que Ele voltará para nos buscar, (João 14:1,2,3,4), pois uma Igreja cheia do Espírito Santo (Ef 5:18), e que ama a vinda de Cristo (2 Tm 4:7,8), certamente será recebida ao escutar o seu chamado pelo próprio Cristo, (Apoc 22:17 ; Mt 25:34), Bom Estudo!

Autor: irmão Robson

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

lIÇÃO 12. O TRONO BRANCO E O JUÍZO FINAL (COMENTÁRIO)

O Trono Branco e o juízo final

Resumo simples do Tópico 1:

Neste julgamento expiará todo e qualquer ser humano ímpio que não vai estar escrito no livro da vida, e como consequência serão julgados pelos livros abertos e pelo o próprio Livro da Vida (Apoc 20:12), ou seja, o pecado maior é o pecado de omissão (Tg 4:17), as oportunidades de se converterem, e não se converteram estarão regidas nestes livros, como também no Livro da Vida. Satanás será solto, este é considerado uns dos três inimigos do homem, tendo em contrapartida outros dois; que é a carne, e o mundo (1 João 2:16), a astúcia de satanás, é enganar neste período de soltura aqueles que ainda não foram tentados, manifestando e estigando a aflorar o Eu de cada um contra Cristo, assim como foi com ele no céu tendo tudo, mas ainda queria ser igual ao Altíssimo (Is 14:14). E nisto se levantará uma nova batalha diferente da batalha do Armagedon, que irá contra a cidade Santa e os salvos, mas serão aniquilados pela Presença do Trono Branco, onde não terá lugar para eles neste último dia (Apoc 20:11,12 ; João 12: 48).

Resumo simples do tópico 2:

Este julgamento como falei no tópico anterior, é tipificado como o último dia que Deus irá tratar terrenamente com o homem, depois disto virá o Novo Céu e a Nova Terra (Apoc 21:1), e este Juízo será pertinente e abrangerá tudo e todos, sobre os quatros cantos da terra, isto implica nos quatro pontos cardeais, confirmando na Bíblia que a terra é redonda ((Is 40:22). Neste período ocorrerá a segunda ressurreição que é para juízo, diferente da primeira ressurreição que é para Salvação, e bem aventurados os que sobem na primeira ressureição (Apoc 20:6), ninguém escapará deste dia, grandes e pequenos de todas classes e camadas sociais, caracterizando em três classes de seres para julgamento, conforme (Apoc 20:13), o mar vai dar o seus mortos, os vivos não experimentarão a morte física após o milênio, e o império da morte sobre o domínio de satanás e seus anjos caídos serão julgados.

aSSITA AO VIDEO AQUI

Resumo simples do tópico 3:

O Julgamento deste Trono Branco será inevitável, supostamente passará um filme na mente daqueles que estarão em juízo neste dia (Apoc 20:12), digo: conforme adiantei no tópico primeiro, que Deus apresentará as oportunidades de se arrepender e que foram desprezadas, e as intenções de fazer o certo e não fizeram, mas continuaram mortos em seus delitos e pecados, seguindo assim o contrafator de Deus (Ef 2:2). Cumprindo em (Ez 18:4) que cada um prestarás conta a Deus individualmente, basta a cada dia o seu mal em particular existência (Mt 6:34), e precisamos se esforçar a andar em Espírito para não andar na carne (Rm 8:13). Ninguém quer ir para o inferno, mas neste dia irá, e que é a segunda morte (Apoc 20:14,15), cabe nós como Igreja pregar o Evangelho da Renúncia (Lc 9:23,24,25,26), e não colocar a mão cabeça de ninguém pregando um evangelho de facilidades, ao invés de se converterem, se tornarão duas vezes filhos do inferno (Mt 23:15).

Misericórdia! Bom Estudo!

Autor: Irmão Robsom

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.