WEBINAR APOCALIPSE, O LIVRO DAS REVELAÇÕES DE DEUS. (MÓDULO I)

WEBINAR APOCALIPSE, O LIVRO DAS REVELAÇÕES DE DEUS. (MÓDULO I)

SOBRE

O curso Apocalipse, o livro da Revelação de Deus tem por  objetivo apresentar uma chave de leitura do Livro do Apocalipse. Faremos um  visão introdutória sobre o contexto histórico, o autor, os estilos de interpretação do livro e os principais pontos escatológicos.

conteúdo a ser abordado

A. O contexto histórico,
B. O autor;
C. Os estilos de interpretação do livro;
D. Principais pontos escatológicos do livro;

Entre em contato

Esperamos por você

Faça sua matricula aqui

https://www.sympla.com.br/evento-online/apocalipse-o-livro-das-revelacoes-de-deus-modulo-i/1530786

siga-nos nas redes sociais

DIA

16/04/2022

16h

Lição 6 as parábolas do livro de Ezequiel Editora Betel dominical 1ª trimestre 2022

COMENTÁRIOS

As parábolas do livro de Ezequiel

* Precisamos entender que fomos chamados para frutificar obras aprovadas, e santificadas por Deus Mt 5:16 ARC, no meio de uma geração infrutífera e pecadora, brilhando nesta terra que está em trevas, como astros neste mundo Fp 2:15 ARC. E se não andarmos nesta regra, Deus não acharás frutos bons em nós, Is 5:4. Embora a videira tenha fragilidade em seus ramos, e que simboliza a cada um de nós, seremos frutíferos se estivermos ligados em Cristo a videira verdadeira, João 15:5 ARC.

Tópico 1

É bem certo que Deus por oferecer toda infraestrutura espiritual para nós, para cumprir assim a sua vontade, também quer fazer uma colheita próspera refletida em nossa conduta diária. Mt 13:30 ARC.

Tópico 2

Por causa da infidelidade somos traidores de Deus, e atraídos pelo mundo que quer roubar o amor de Deus em nós, através do pecado, e nos fazendo inimigos de Deus Tg 4:4 ARC.

Desprezar a bondade de Deus, não restará mais sacrifícios que nos livraria da ira de Deus, Hb 6: 4 ao 9 ARC, é o mesmo que declarar nossa sentença de morte diante dos inimigos, Sl 124:1,2,3 ARC. Só alcançaremos a graça de Deus, mesmo que tenhamos uma aliança com Ele, se formos uma terra fértil e flexível ao seu Espírito, caso contrário seremos pegos em falta pela balança de Deus, Dn 5:27 ARC.

Tópico 3

Primeira águia (Nabucodonosor), trata-se do primeiro invasor, este no conceito espiritual, aquele que nos fará estar nos domínios dele, fazendo-nos desprezar os preceitos de Deus, vivendo segundo os rudimentos do mundo Col. 2:7,8 ARC, o vôo para morte, ou seja, quando o nosso caminho não condiz com os caminhos de Deus, Dt 30:19 ARC. Segunda águia (Faraó) é aquele que nos faz tomar caminhos tortuosos e continuar neles, nos desvirtualizando como novas criaturas em Deus, para deixarmos de propagar as obras de Deus.

Rm 6:13 ARC, vôo da morte, ou seja, o resultado final de nossa má conduta, desrespeitando o estilo de vida santo que Deus requer de nós, Ap 22:11 ao 15 ARC, Mas quando aceitamos a disciplina do Senhor, seremos restaurados Sl 80: 14 ao 19 ARC, e comtemplaremos o domínio eterno de Deus, no seu reino messiânico por Cristo Jesus nosso Senhor.

Bom estudo!

Autor: Irmão Robsom

Para saber mais, assista nossa vídeo aula

Quem foi o Rei Zedequias

O rei Zedequias foi o último rei de Judá entre 597 e 586 a.C. Zedequias era filho do rei Josias, e foi o terceiro entre seus irmãos a sentar-se no trono. Antes dele, seus irmãos mais velhos Jeoazaz e Jeoaquim já tinham governado Judá.

Entre o reinado de Jeoaquim (609 – 598 a.C.) e de Zedequias, seu sobrinho, Joaquim, reinou em Judá por três meses, antes de ser deposto e levado juntamente com os membros de sua casa e seus oficias para a Babilônia.

Após depor Joaquim, o rei Nabucodonosor estabeleceu Matanias como rei em Judá, e lhe mudou o nome de Matanias, que significa “dom de Javé”, para Zedequias, que significa “justiça de Javé” (2Rs 24:17). Como os homens mais valorosos de Jerusalém tinham sido levados para o cativeiro babilônico, o rei Zedequias tornou-se rei do remanescente que ficou.

SEU REINADO

Os relatos sobre os onze anos de reinado de Zedequias estão registrados em 2 Reis 24:18-25:26; 2 Crônicas 36 e em várias passagens do livro de Jeremias, como nos capítulos 29, 34 e 52.

Logo que começou a reinar, Zedequias parecia estar disposto a obedecer a Lei e seguir os conselhos do profeta Jeremias, especialmente sobre as políticas estrangeiras, tanto que ele enviou um tipo de comitiva diplomática à Babilônia para instruir os judeus que lá estavam a viverem de uma forma harmoniosa (Jr 29).

Apesar de aparentemente o reino herdado por Zedequias parecer tranquilo, a situação era bem difícil de controlar. Com o tempo, a corte de Zedequias se revelou ser um centro de conspirações contra a Babilônia.

Além disso, no quarto ano de seu reinado, o rei Zedequias recebeu em Jerusalém a visita de representantes de Edom, Moabe, Amom, Tiro e Sidom para propor uma conspiração conjunta contra Nabucodonosor.

Na ocasião, o profeta Jeremias se opôs veementemente a esse plano, e exortou que Deus era quem havia entregado as nações a Nabucodonosor, e qualquer um que tentasse se rebelar a esse domínio pereceria. O profeta utilizou até um jugo de madeira sobre seus ombros para dramatizar sua mensagem.

Nesse cenário o rei Zedequias compareceu à Babilônia, talvez intimado por Nabucodonosor, mas ao que parece ele conseguiu desviar as suspeitas sobre a conspiração (Jr 51:59).

Finalmente, entre o sétimo e oitavo ano de seu reinado, o rei Zedequias se aliou ao Egito, e essa aliança foi entendida como completamente desleal por Nabucodonosor, e o resultado foi a invasão da Palestina e o cerco de Jerusalém (Jr 34; 37; Ez 17).

Enquanto Jerusalém estava cercada, Jeremias foi muito claro ao dizer que a única possibilidade seria a rendição aos babilônios, pois Jerusalém deveria cair sob o domínio do rei Nabucodonosor.

Apesar dos babilônios terem tido alguma dificuldade durante um tempo por conta das ameaças dos egípcios sob o comando do Faraó Hofra que possivelmente pretendia ajudar a cidade sitiada, Nabucodonosor não desistiu do cerco de Jerusalém.

A cidade que era bem fortificada conseguiu resistir por aproximadamente um ano e meio. Durante esse período a população sofreu com a grande fome que se instalou e as pestes que surgiram devido à situação precária do momento.

A MORTE DE ZEDEQUIAS

Finalmente os babilônicos conseguiram abrir uma passagem no muro, e a cidade foi tomada. O rei Zedequias, percebendo que tudo estava perdido, tentou fugir para salvar sua própria vida, porém foi capturado pelos inimigos e conduzido até a presença de Nabucodonosor em Ribla.

O rei Zedequias foi sentenciado a ver seus filhos morrerem em sua frente, e depois teve seus olhos arrancados e foi levado acorrentado à Babilônia, onde permaneceu preso até sua morte.

Com isso, se cumpriram na íntegra as profecias sobre o último rei de Judá registradas em Jeremias 34 e Ezequiel 12.

Fonte: https://estiloadoracao.com/quem-foi-o-rei-zedequias-na-biblia/

Introdução ao livro de Ezequiel

Novo curso pela Hotmart

Público alvo:

✅Professores de EBD;
✅ Estudante da Bíblia;
✅ Cristãos que queriam saber mais sobre o livro do profeta Ezequiel

Nível: iniciante 📈

🚨 Membros e apoiadores do Canal Boa Semente 🌱, podem conseguir desconto de 10%. ( Neste caso, o aluno precisará entrar em contato no ZAP do Boa Semente 🌱 para receber o seu cupom de desconto)

Detalhes
💻💯% online
⌛2 horas de curso
🎥4 vídeo aulas
📝Textos de apoio
🧾Certificado ao final.

Clica no link e faça logo sua inscrição

📖Introdução ao livro de Ezequiel📖

Oficina de esperança
Pr. Júlio César Medeiros
Canal Boa Semente 🌱

Faça sua matrícula aqui

https://go.hotmart.com/G65763098U