3 passos para se tornar uma pessoa corajosa

1. Entenda que o medo faz parte

O medo faz parte da vida e, pessoas normais tem medo. Entender que ele está em seu cotidiano é o primeiro passado para isto. Por isto, administrar o medo é o primeiro passo para vencē-lo.

2. Desenvolva a autoconfiança

Pode parecer brincadeira, mas a autoconfiança é aprendida diante se situações complicadas e pavorosas.  Ninguém nasce com ela, na verdade, quanto mais vivemos, mais nos separamos com desafios o que nos faz ficar cada vez mais inseguros.

Logo, deve se lutar no sentido de que diante de cada desafio, se procure ultrapassar as dificuldades confiando cada vez mais em si mesmo.

Acredite em si mesmo em seu potencial.

Se você não acreditar em si mesmo, nem Deus poderá fazer algo em sua vida. Todas as pessoas na Bíblia que fizeram coisas extraordinárias crema em Deus, mas também creram que era capazes de realizar tais obras.

3. Saia da zona de conforto

Os desafios são na verdade possibilidades para a mudança seja de vida, de atitude e de comportamento, enfim, toda mudança implica em coragem e ela não vem sem que saímos da nossa zona de conforto. Pois no conforto e na estabilidade não crescemos. Este é último passo, mas tão importante quanto os outros.

Resumindo, entender, desenvolver e agir são as palavras certas para a superação do medo e se tornar uma pessoa mais confiante e corajosa.

Mãos à obra

Continuar lendo “3 passos para se tornar uma pessoa corajosa”

Agradecer é voltar

James C. Cristensem – Ten lepers

Naquela dia, um grupo de leprosos tomou uma decisão: implorar a Jesus pela cura da lepra. Ao todo eram 10 homens, 9 eram judeus e um 1 samaritano, sendo este considerado pelos demais como um cidadão de segunda categoria.
No caminho conversavam entre si e faziam planos para o futuro. Um dizia: se for curado vou poder voltar pra casa e reencontrar minha família. O outro confessou que tinha saudades de poder ir à feira e estar no meio de pessoas. Outros diziam que estavam com saudades dos amigos de infância e poder ficar conversando na praça, pois os leprosos eram impedidos, por causa da sua condição doente, de estarem no convívio social.


Ao encontrarem Jesus clamaram pela cura e mestre lhes disse para irem até o sumo sacerdote. Não os tocou nem fez nenhum outro gesto, mas no caminho, antes que chegassem ao seu destino perceberam que estavam curados. Uau! Limpos da lepra que tantos lhes atormentavam, agora podiam gozar da liberdade. De repente, os planos agora viraram realidade e cada um pôde ir fazer aquilo que mais desejava. Assim um por um seguiu o seu destino.


No entanto, o samaritano parou e perplexo resolveu voltar para falar com aquele que o curara. James Cristensem, o autor da pintura de nossa postagem captou este momento. Ele retrata o misto de espanto e gratidão que tomou conta do leproso recém curado. O samaritano voltou e aos pés de Jesus se prostrou em agradecimento. (Lc. 17:10) Esta imagem nos fornece um lembrete inspirador, devemos parar um momento, desacelerar e refletir sobre o que devemos agradecer. Mostrar gratidão é o que devemos fazer diante do inesperado, diante do que realmente importa: a vida.


E você, já tirou um momento para agradecer a Deus pela sua hoje? Agradecer é uma forma de retribuir. Significa, parar e voltar novamente para a fonte de ajuda ou assistência em gratidão absoluta a quem nos ajudou.
Todos dez foram limpos, mas só um foi salvo. Agradecer é ser curado da verdadeira lepra, a ingratidão.
E você, tem sido grato? Tem parado e voltado para agradecer? Pense nisto

FILANTROPIA CRISTÃ

A palavra filantropia vem de dois vocábulos gregos: Philia que é amor e anthopos que significa homem. Então, filantropia é o amor que demonstramos ao ser humano como nosso próximo, porque este também foi criado à imagem e a semelhança de Deus. A Bíblia possui vários relatos sobre filantropia, destaco um no Antigo Testamento na Lei Mosaica que se encontra em Levítico 23.22 que diz para aqueles que fizessem a colheita do trigo, não pegassem as espigas que caíssem no chão, as que caíam ficavam para os pobres e estrangeiros. No Novo Testamento o próprio Jesus Cristo pelos seus atos, Ele possuía um grande amor pelos necessitados e deixa relatado no Evangelho escrito por João: “O meu mandamento é este: que ameis uns aos outros, assim como vos amei.” (João 15.12)

Na atualidade o cristão tem que se conscientizar que ele promove a filantropia cristã quando se encontra alegre realizando a obra de Cristo seja onde for, na portaria de sua igreja, louvando a Deus, orando pelo próximo, ajudando na obra, falando da Palavra de Deus. Como disse Jesus: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que estás nos céus.” (Mateus 5.16); isso é filantropia cristã.

A filantropia cristã está alicerçada na Palavra de Cristo: Mateus 22.36 – 39, quando um fariseu Doutor da Lei pergunta a Jesus: “Mestre qual é o grande mandamento?” Jesus responde: “Amarás o teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento.”. “E o segundo, semelhante a este é: Amarás o teu próximo com a ti mesmo”. O detalhe é que Jesus Cristo verbalizava a Palavra do Antigo Testamento para responder, porque o primeiro grande mandamento está em Dt.6.5 e o segundo está em Lv.19.18. O motivo é que o desejo de Jesus sempre foi que o homem entendesse que o amor a Deus e ao próximo é fundamental para a sociedade.

Sendo assim, deve-se crescer no coração o desejo de realizar a filantropia cristã, que pode ser desenvolvida em várias áreas como:

  • Educacional à realizando ensino voluntário aos necessitados; recolhendo material escolar para distribuição.
  • Saúde à realizando ensinamentos higiênicos como: escovar os dentes, os cuidados na adolescência feminina.
  • Mental à realizando ensinamentos do não uso de drogas, cuidados nos relacionamentos, cuidados na terceira idade.
  • Social à realizando ensinamentos sobre respeito ao próximo, comportamento e dedicação na escola.
  • Espiritual à Evangelização, oração, aconselhamento.

A filantropia cristã pode e deve ser exercida em todo momento, porque Deus colocou o amor em nosso coração. Mt.6.33 – “Mas buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas”.

Lembre-se sempre: trabalhar em sintonia com seu pastor, porque o trabalho em equipe e na obediência sempre surte grande resultado.

Tês presentes de Deus que perdemos quando não os valorizamos

Tudo o que Deus nos dá e que não honramos, Deus os retira de nós.. excetuando os dons. Os dons são habilidades que Deus nos deu para nossa existência e sobrevivência, mas existem coisas que, quando não respeitamos, perdemos.

Neste artigo eu quero comentar com você sobre estas três coisas e como não perdê-las durante a vida.

1. O tempo.

“Ensina-nos a contar a nossos dias” (SL.90)

O maior presente é o tempo. Algumas pensam que o seu tesouro é o dinheiro e seus bens, mas se enganam, existe algo muito mais precioso e o que faz tão precioso é justamente não poder ser reposto. O tempo perdido não volta e por isto ele é precioso. Ao perdermos tempo com coisas banais, desperdiçamos o maior presente que Deus nos dá e o pior é que ele não retorna jamais.

Uma vez perdido, ele é cortado de nós. Por isto ele não pode ser desperdiçado. Muitas pessoas imprudentes morrem por apressarem o seu tempo na terra. Os seus dias ao invés de se prolongar é encurtado. Através de suas ações, o tempo se perde e o seu futuro é lançado na escuridão do tempo.

Precisamos aprender a usar este grande presente de Deus, pois tudo que não valorizamos, perdemos. Você tem perdido seu tempo com coisas vãs? Como você tem usado este presente de Deus?

O tempo e poderoso e por isto precisa ser respeitado, do contrário ele será tirado de você

Características do tempo

  1. Não volta,
  2. Não pode ser alterado
Foto por Oladimeji Ajegbile em Pexels.com

2. Os lugares

Salomão não pediu riqueza, o filho do rei Davi não pediu honra, nem poder, mas pediu “sabedoria para entrar e sair”, por que ele entendia o poder que os lugares possuem.

É preciso se saber onde se está, compreender o lugar, e respeitá-lo. Quando não respeitamos o lugares, ainda que sejam bênção em nossas vidas, Deus os retira de nós. O povo de Israel não venceu os inimigos em Canaã porque não respeitou a terra recebida de Deus. A falta de respeito deles com a terra sagrada, o presente de Deus, fez com que eles fizessem alianças com os outros povos, desrespeitando a Deus o que culminou com a destruição de Israel pelos seus adversários

Cada lugar pede um tipo de ação, cada lugar tem um preço, cada lugar tem um segredo. Antes de você conhecer as pessoas você precisa conhecer o lugar, pois o lugar, geralmente precede as pessoas.

Quando entendemos isto, sabemos distinguir a nossa casa de um templo religiosos, um tribunal de uma praça pública e por ai vai. Aprenda o segredo do lugar e a respeitá-lo, do contrário o perderá assim como aquele que não valoriza a sua família e perde o seu lar. Algumas pessoas não permanecem da presença de Deus porque não entendem que estão na presença do rei. Aleluias!

Foto por slon_dot_pics em Pexels.com

Aprenda a honrar o lugar que está por mais simples que seja, pois se você não honrar os pequenos lugares, Deus nunca te colocará em lugares grandes.

3. As pessoas

Rom 13:7  ¶ Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.

Deus é relacional. Ele se relaciona com o Homem, o seu poder é relacional, por isto, Deus ama as relações e são elas que nos fortificam, a nossa bênção está em valorizar as pessoas que encontramos durante a vida.

Toda pessoa que entra e sai em nossa vida, entra por um propósito. Entra por um motivo, dai precisamos honrá-las do contrário também serão tiradas de nós. Pense nisto. Aprenda com as pessoas, conviva com elas e valorize-as por mais diferentes e difíceis que seja, pois quando Deus quer nos abençoar ele usa pessoas.

Foto por RF._.studio em Pexels.com

Para você crescer precisará entender que Deus trabalha com relações. Sem pessoas você não é ninguém, sem tempo, você não existe e sem lugar, você não vive.

Pense nisto.