Lição 5 O Espírito Santo A ação do Espirito Santo na nova aliaça conectar+ jovens 3° tri 2022 (Slide)

Lição 5 O Espírito Santo A ação do Espirito Santo na nova aliaça conectar+ jovens 3° tri 2022 é uma pre-aula da EBD.COM baseada nas revistas da Editora Betel Dominical, subsidio para jovens conectar+

Assista ao video aqui

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 4. O Espírito Santo no Novo Testamento (Slide)

Assista a video aula aqui

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Como renovar suas forças libertando-se das amarras do ressentimento

Muitas vezes nos ferimos ou ferimos a alguem sem querer ou intencionalmente, o fato é que nos machucamos mutuamente todos os dias. Também há pessoas que se ressentem facilmente por qualquer motivo e cultivam este sentimento tão negativo por muito tempo, deixando de se relacionar com a pessoa que supostamente lhe magoou. Neste estudo procuramos fazer com que essas pessoas entendam o que é o ressentimento e se libertem dele. Junte-se a nós canal Boa Semente e seja impactado pelo conhecimento da Palavra.

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

A palestina nos tempos de Cristo

As pessoas na época de Jesus e dos apóstolos viviam de forma muito diferente de nós. Moradias, comida, roupas, relações familiares, etc, nada disso era similar ao que temos hoje. As coisas mudaram muito.

Os(as) historiadores(as) conseguiram compor um quadro bastante preciso de como era a vida no tempo de Jesus, na Palestina, com base nos relatos do Novo Testamento, nos estudos de documentos históricos e nas descobertas arqueológicas. E isso é de grande utilidade para quem estuda a Bíblia.

Faço a seguir um breve relato de como essa vida era no dia-a-dia. O quadro que emerge não é nada bonito: as pessoas eram muito pobres e tinham vida muito difícil, para os padrões atuais.

Pirâmide Socal em Israel

As pessoas viviam muito pouco – a expectativa de vida era de apenas quarenta anos -, não tinham qualquer conforto, passavam dificuldades de toda sorte. Mal tinham o suficiente para matar a fome. Na realidade, as pessoas pobres hoje em dia tem padrão de vida melhor do que as pessoas de uma forma geral no tempo de Jesus. Vejamos alguns detalhes:

Forma de moradia

As pessoas viviam em casas feitas de tijolos, fabricados com barro e palha, secos ao sol. Esse material era muito parecido com o que os israelitas faziam para os egípcios durante seu período de escravidão, cerca de 1.500 anos antes de Jesus.

O piso dessas casas era normalmente de terra batida – apenas em residências mais ricas, o piso era de pedras. 

Os telhados eram planos e feitos de vigas de madeira entrelaçadas com ramos de árvores, com os espaços vedados por argila seca. Naturalmente, quando chovia, a água amolecia e removia parte dessa argila e apareciam goteiras… 

O pé-direito das casas era pouco maior do que dois metros, bem menos do que os padrões atuais, comprovando que as pessoas eram baixas – isso faz sentido, considerando os padrões nutrição deficientes daquela época.

O telhado também servia como local para dormir nos dias mais quentes do ano. Por isso costumava ter um parapeito de madeira para impedir que as pessoas caíssem. Um lance de escadas externo levava do térreo até o telhado.

As casas eram pequenas, abafadas e escuras, porque quase não haviam janelas, por motivo de segurança. A iluminação era ruim, tanto pela falta de luz natural, como também porque a luz artificial, vinda de lâmpadas de óleo, era precária.

As moradias não tinham água corrente e nem esgoto e, portanto, eram sujas para nossos padrões atuais. A água era conseguida em poços comunitários, sendo colhida e transportada em jarros de barro, tarefa muito cansativa.

A moradia de uma família mais simples, como a de Jesus e da maioria dos seus discípulos, costumava ser formada por um único cômodo, sendo uma parte elevada, onde eram colocadas esteiras de dormir, arcas para roupas e utensílios de cozinha. À noite, os animais normalmente ocupavam a parte mais baixa do cômodo, para ficarem protegidos. Quando os animais não estavam ali, as crianças usavam o espaço livre para brincar.

As camas eram feitas de esteiras colocadas diretamente sobre o piso, cobertas por mantas – somente pessoas mais ricas tinham camas. Não haviam mesas e nem cadeiras – a mobília era muito escassa. 

Comida


Os judeus costumavam comer duas refeições por dia: uma por volta do meio dia e outra no começo da noite. Sua dieta consistia de pão (aquele tipo que hoje chamamos de “árabe”), leite e queijo de cabra, vegetais e frutas. Em locais próximo do mar ou lagos, contavam também com peixes. Carne (cabrito ou carneiro), assada ou cozida, e vinho, diluído em água, somente eram consumidos em dias especiais.

As pessoas comiam reclinadas (nas ocasiões mais formais), acocoradas ou sentadas no chão. 

Vestuário


Os homens usavam túnicas, que iam até os joelhos. Um cinto era usado na altura da cintura, onde eram penduradas facas, ferramentas, etc. No inverno, usavam um manto ou capa pesada para se abrigar melhor. As roupas eram normalmente brancas.

As mulheres usavam uma túnica curta, como roupa de baixo, e sobre ela, uma túnica colorida, que ia até os pés. Os adornos eram fitas coloridas e miçangas – as joias eram raras. Mantos eram usados para abrigar melhor no inverno.

Vida em família


Grupos familiares grandes, formados por várias gerações de pessoas, eram comuns. A família era a base da sociedade e as relações de parentesco tinham grande importância.

O nascimento de um bebê do sexo masculino era motivo de grande alegria, mas bebês do sexo feminino eram motivo de desapontamento. No oitavo dia de vida, o garoto era circuncidado e recebia um nome, enquanto a menina podia ficar até um mês sem nome.

As famílias não tinham sobrenome para diferenciá-las. Por causa disso, as pessoas de mesmo nome eram distinguidas mediante o uso do nome do pai e até do avô – por exemplo, há uma passagem na Bíblia que Jesus se refere a Pedro como “Simão Barjonas”, que quer dizer “Simão” (seu nome) “filho” (bar) de “Jonas” (nome do seu pai). Também podia ser feita referencia à convicção política da pessoa (p. ex. “Simão, o Zelote”), à sua profissão (p. ex. “José, o carpinteiro”) ou ao local de onde a pessoa vinha (p. ex “José de Arimateia” ou “Maria de Magdala ou Madalena”).

Casamentos eram ocasiões festivas, que geravam comemorações de mais de um dia. As pessoas vestiam suas melhores roupas, a comida incluía os melhores pratos, havia música e dança. As pessoas se casavam muito cedo, assim que amadureciam sexualmente e podiam gerar filhos(as), já que a vida era curta.

As mortes eram frequentes e os enterros eram caracterizados por atos exteriores de sofrimento, como rasgar as próprias roupas, jejuar e cobrir-se de cinzas. Também eram usadas carpideiras, profissionais contratadas para chorar.

Conclusão


A dificuldade da vida nos tempos de Jesus deve fazer apreciar ainda mais o que aquelas pessoas conseguiram fazer, contando com tão poucos recursos e tendo que superar tantas dificuldades. Seu exemplo de vida é uma grande lição para nós.

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Antiguidade Oriental resumo – História dos Hebreus

Localização

– Próximo ao Egito;
– Região da Palestina;

Características

– Atual Israel;
– Pastoreio e agricultura (margens do Jordão);
– Propriedade da terra inicialmente coletiva – privada (aristocracia);
– Pirâmide social formada pela família real, fazendeiros e sacerdotes no topo, tendo abaixo deles os comerciantes e burocratas, e abaixo sustentando a sociedade os pastores, camponeses e escravos.

Cultura

– Religião Monoteísta;
– Escrita – Aramaico;

Evolução Política da Palestina

– Era dos Patriarcas:
– Estabelecimento dos hebreus;
– Abraão 1º patriarca vindo de Ur;
– Isaac e Jacó – 12 filhos – 12 tribos hebraicas;
– Êxodo rumo ao Egito (filisteus e cananeus) – invasões hicsas;
– Escravização dos Hebreus;
– Êxodo hebraico chefiado por Moisés;
– 40 anos no deserto;
– 10 mandamentos;
– Chegada à Palestina com Josué;
– Era dos Juízes;
– Disputa com os filisteus pela Palestina;
– Nomeação de juízes para liderar as 12 tribos;
– Samuel (maior líder);
– Unidade na monarquia;
– Era da monarquia:
– Saul 1º monarca;
– David – conquista de Jerusalém;
– Salomão – comércio e riqueza estatais;
– Construção de templos;
– Páscoa, pentecostes, Sebat;
– Impostos;
– Morte de Salomão;
– Fim da unidade Hebraica;

Cisma Hebraico

– Disputa pela sucessão de Salomão;
– Reino de Israel;
– Reino de Judá;
– 721a.C. – assírios conquistam Israel;
– 586a.C. – babilônios conquistam Judá;
– 539a.C. – libertação pelos Persas;
– Diáspora Hebraica:
– Domínio greco-macedônico e posterior romano;
– Destruição de Jerusalém em 70d.C.;
– 1948 – Estado de Israel;

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

O Avivamento de Azusa: Dando Liberdade ao Espirito Santo, Sinais, Maravilhas & Milagres.Dr. Gwyneth Williams

s raízes das manifestações do Espírito Santo nos dias da idade moderna podem ser atribuídas aos eventos que ocorreram em um prédio de madeira, durante a virada do século, em Los Angeles, Califórnia. O bispo Otis Clark morou na casa de Emma (considerada mãe de Azusa) e Henry Cotton, tornando-se como parte da família. Clark chegou em Los Angeles em 1921 após a rebelião racial de Tulsa, Oklahoma. Mãe Emma Cotton foi a conselheira de Clark.

Ele era seu motorista particular, enquanto Henry, marido de Emma, trabalhava como carregador de malas no trem, indo de cidade em cidade. Eles tentaram manter as Igrejas de Azusa abertas. Em 1922 Seymour adoeceu e partiu ao céu. O avivamento que ocorreu na Rua Azusa, de 1906 a 1919, desencadeou o notável crescimento global do movimento Pentecostal e de sua irmã, a Renovação Carismática.Embora este avivamento seja significante por muitos motivos, acredito que a maior lição da Rua Azusa para a geração atual seja o poder da unidade espiritual.Em Azusa, os longos cultos eram marcados pelas pregações de fogo, cantos espontâneos e orações fervorosas. Pessoas eram batizadas pelo Espírito Santo, falavam em línguas e caíam sob o poder de Deus.Liderado por William J. Seymour, um pregador negro, do Movimento Santidade (Movimento da Santidade), Azusa atraiu pessoas de todas as cores e estilos de vida.

Brancos, Negros, Hispânicos e Asiáticos juntos experimentaram a presença manifesta do Espírito de Deus. Seymour, que havia recebido dos ensinos do Espírito Santo enquanto escutava através da porta de uma sala de aula toda branca, sabia que esta experiência era para todas as pessoas.É fato, que algumas das 26 maiores denominações, incluindo Assembléia de Deus, Igreja de Deus em Cristo, Igreja de Deus, Cleveland Tennessee, Fé Apostólica, Igreja Pentecostal Unida, e Assembléias Pentecostais do Mundo tem raízes do avivamento da Rua Azusa; além de 700 outras denominações, incluindo igrejas independentes. Somos gratos em ter o Bispo Otis G. Clark entre nós.

Quando uma crônica é escrita, raramente os leitores tem o privilégio de receber informações de primeira mão. O bispo Clark conheceu muitos dos crentes da época e agora relembra os acontecimentos nas páginas deste livro. Junte-se a mim ao recontar os eventos da Missão de Azusa. Sinto-me entusiasmado com o privilégio de traçar novamente as raízes deste mover conforme nos esforçamos a completar o que Deus começou em 1906.

Deixemo-nos, através destas páginas, encontrar o verdadeiro espírito de Azusa, o espírito da unidade.

Adiquira aqui

https://www.amazon.com.br/dp/8565419134/ref=as_sl_pc_as_ss_li_til?tag=meusite0bdf-20&linkCode=w00&linkId=7c9885f615658b7c09771a862f156625&creativeASIN=8565419134

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 1, Sermão do Monte e sua essência. Betel Dominical, 3° Tri 2022 (Comentário)

Tópico 1

Sermão do Monte é um estilo de vida Cristã caracterizado na divindade de Deus, com o propósito de evidenciar o Reino de Deus por suas criaturas, alcançando um bem estar comum e mundial, por meio de suas vidas transformadas pelo Espirito de Deus, e por estar exercendo a vontade de Deus, que é a Cidadania Celeste.(Sl. 24:4,5 ; Fp. 4:8), o Sermão do Monte na sua abrangência tem como finalidade de característica, firmar um relacionamento genuíno entre nós e o nosso Deus, e nós como nosso próximo, para que haja um bem comum e tudo para a Glória de Deus (Mt. 5:16), No Sermão do Monte, encontramos (9) preceitos comportamentais que ao segui-los, alcançaremos se permanecermos fiéis nesta esfera divina por atitudes frutíferas, para proclamação do Reino de Deus, uma bem-aventurança maior, que é subir na primeira ressurreição (Arrebatamento), (Apoc. 20:6 : Tt. 2:14).

Assista a video aula aqui

youtube

Tópico 2

O referencial deste Sermão é a prática do mesmo, como podemos ser pertencentes ao reino de Deus, e não ter o comportamento que não evidência o mesmo?? (Mt. 15:8). Ou seja, Será que adianta ser salvo pela fé através do arrependimento, e alcançar o milagre de poder ser perdoado, e não ter a vida transformada pelo caráter de Deus? E se o Reino de Deus não ser proclamado no meio de nós? Certamente estaremos em falta! (Lc. 17:21), O propósito maior deste Sermão é trabalhar o caráter dos seres humanos de dentro para fora, pois Deus conhece o nosso interior (Jr. 17:10), e tem como essência uma vida policiada para executar comportamentos dignos de verdadeiros arrependimentos (Mt.3:8), não basta ter apenas aparecia de ser bom, mas na verdade é um sepulcro caiado (Mt. 23:27).

Tópico 3

A autoridade deste sermão dito por Jesus, nos leva entender que o resultado maior de ter uma vida para agradar à Deus, e de maneira muito mais eficaz para uma transformação interior, é quando se trabalha na consciência das pessoas (1 Cor. 11:27,28), ou seja, não apontar os erros, mas sim mostrar o que é preciso para ser feito de maneira correta, porque aquele que sabe o que tem que ser feito e não o faz, este comete pecado (Tg 4:17), muitos justificam suas atitudes violando os Direitos de Deus, seguindo doutrinas de demônios (1Tm 4:1,2), quando se é transformado pelo Espirito Santo, embora no mundo carnal o Sermão do Monte implica atitudes que possa gerar perdas neste mundo terreno, mas na verdade ao colocá- lo em prática, estaremos preservando ao nossas vidas para uma vida na eternidade com Cristo (Hb.10:39). É devocional à prática do sermão do Monte que evidência o Caráter de Cristo em santificação, pois é nesta estrutura espiritual que precisamos chegar, ser perfeitos como vosso pai que está no céu é perfeito (Mt. 5:48 ; Ef. 4:13)

Bom Estudo!

Autor: Irmão Robson

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 1 Conhecendo o Espirito Santo conectar+ 3° tri 2022 (Slide)

Assista a video aula aqui

Baixe o slide aqui

Maria de Nazaré, a mulher que incendiou o nordeste com a chama do poder de Deus

A FUNDADORA DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO CEARÁ | Conforme já visto, inicialmente o fogo do Pentecostes alcançou a irmã Celina Albuquerque dia 2 de junho de 1911. No mesmo dia a irmã Maria de Nazaré, que foi o segundo membro da igreja Batista de Belém do Pará, também foi batizada com o Espírito Santo. Esse fato motivou o desligamento de 19 irmãos da igreja batista, onde congregavam. Em virtude disso o irmão Henrique de Albuquerque e sua esposa Celina Albuquerque ofereceram a sala de sua casa, na Rua Siqueira Mendes, 67, bairro Cidade Velha, para que aqueles amados irmãos se reunissem. Nascia então a igreja Missão da Fé Apostólica no dia 18 de junho de 1911.

Irmã Maria de Nazaré

A mulher nordestina é por natureza forte e corajosa, e foi com este espírito que Maria de Jesus Nazaré Araújo, em junho de 1914, encorajada pela graça de Deus embarcou sozinha em um navio rumo ao seu torrão natal, à cidade de São Francisco de Uruburetama, atual Itapajé, no Estado do Ceará.

Ao chegar à cidade de Fortaleza, a pioneira cearense precisou viajar três dias montada em um animal de carga até a residência dos seus familiares no Sítio Paudólio, no município de Itapajé.

O contato inicial da irmã Maria de Nazaré com os seus parentes não foi como desejado. Em razão da sua fé, sofreu hostilidades, a ponto de ser rudemente maltratada, ter sua Bíblia jogada no chão e ser expulsa.

Sem destino, a pioneira ouviu que alguém sussurrou:

“ – Vá para o Sítio Santana. É lá que moram os protestantes”.

No Sítio Santana, Deus cumpriu integralmente tudo que havia falado ao coração da sua serva Nazaré. Raimundo de Salles Gomes e seu genro Vicente de Salles Bastos, que dirigiam uma congregação Presbiteriana Independente, acolheram a missionária e ainda creram na mensagem do batismo com o Espírito Santo, tornando-se pentecostais.

Em seguida, Maria de Nazaré e alguns irmãos desceram à Fazenda Lagoinha, um percurso de 21 quilômetros, e encontraram Cordulino Teixeira Bastos e Luiz Gonzaga Bastos, que dirigiam a segunda congregação Presbiteriana Independente. Eles também aceitaram à mensagem pentecostal.

Do centro da vila (atual Itapajé) a irmã Nazaré enviou um telegrama à igreja em Belém, relatando as boas novas do Evangelho ocorridas em sua terra natal. Empolgado com as notícias recebidas, Gunnar Vingren enviou o Pastor Adriano Nobre – Cearense, nascido na cidade de Pacatuba – para estabelecer os fundamentos do Movimento Pentecostal em solo cearense, ato que ele realizou com um culto no dia 20 de julho de 1914 na Fazenda Lagoinha. Esta data, desde então, foi oficializada como a data de fundação das Assembleias de Deus no Estado do Ceará. Este memorável culto foi marcado por muitas conversões ao Evangelho e pela manifestação do poder pentecostal.

A vida de Adriano Nobre como primeiro pastor da Assembleia de Deus no Ceará não foi fácil. Perseguido e preso na cadeia pública por dois dias foi escoltado, a mando do intendente Josué Teixeira Bastos, até o porto de Fortaleza e proibido de retornar a Itapajé para que a sua vida fosse preservada.

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

lIÇÃO 12. O TRONO BRANCO E O JUÍZO FINAL (COMENTÁRIO)

O Trono Branco e o juízo final

Resumo simples do Tópico 1:

Neste julgamento expiará todo e qualquer ser humano ímpio que não vai estar escrito no livro da vida, e como consequência serão julgados pelos livros abertos e pelo o próprio Livro da Vida (Apoc 20:12), ou seja, o pecado maior é o pecado de omissão (Tg 4:17), as oportunidades de se converterem, e não se converteram estarão regidas nestes livros, como também no Livro da Vida. Satanás será solto, este é considerado uns dos três inimigos do homem, tendo em contrapartida outros dois; que é a carne, e o mundo (1 João 2:16), a astúcia de satanás, é enganar neste período de soltura aqueles que ainda não foram tentados, manifestando e estigando a aflorar o Eu de cada um contra Cristo, assim como foi com ele no céu tendo tudo, mas ainda queria ser igual ao Altíssimo (Is 14:14). E nisto se levantará uma nova batalha diferente da batalha do Armagedon, que irá contra a cidade Santa e os salvos, mas serão aniquilados pela Presença do Trono Branco, onde não terá lugar para eles neste último dia (Apoc 20:11,12 ; João 12: 48).

Resumo simples do tópico 2:

Este julgamento como falei no tópico anterior, é tipificado como o último dia que Deus irá tratar terrenamente com o homem, depois disto virá o Novo Céu e a Nova Terra (Apoc 21:1), e este Juízo será pertinente e abrangerá tudo e todos, sobre os quatros cantos da terra, isto implica nos quatro pontos cardeais, confirmando na Bíblia que a terra é redonda ((Is 40:22). Neste período ocorrerá a segunda ressurreição que é para juízo, diferente da primeira ressurreição que é para Salvação, e bem aventurados os que sobem na primeira ressureição (Apoc 20:6), ninguém escapará deste dia, grandes e pequenos de todas classes e camadas sociais, caracterizando em três classes de seres para julgamento, conforme (Apoc 20:13), o mar vai dar o seus mortos, os vivos não experimentarão a morte física após o milênio, e o império da morte sobre o domínio de satanás e seus anjos caídos serão julgados.

aSSITA AO VIDEO AQUI

Resumo simples do tópico 3:

O Julgamento deste Trono Branco será inevitável, supostamente passará um filme na mente daqueles que estarão em juízo neste dia (Apoc 20:12), digo: conforme adiantei no tópico primeiro, que Deus apresentará as oportunidades de se arrepender e que foram desprezadas, e as intenções de fazer o certo e não fizeram, mas continuaram mortos em seus delitos e pecados, seguindo assim o contrafator de Deus (Ef 2:2). Cumprindo em (Ez 18:4) que cada um prestarás conta a Deus individualmente, basta a cada dia o seu mal em particular existência (Mt 6:34), e precisamos se esforçar a andar em Espírito para não andar na carne (Rm 8:13). Ninguém quer ir para o inferno, mas neste dia irá, e que é a segunda morte (Apoc 20:14,15), cabe nós como Igreja pregar o Evangelho da Renúncia (Lc 9:23,24,25,26), e não colocar a mão cabeça de ninguém pregando um evangelho de facilidades, ao invés de se converterem, se tornarão duas vezes filhos do inferno (Mt 23:15).

Misericórdia! Bom Estudo!

Autor: Irmão Robsom

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

LIÇÃO 12. EM SEUS PASSOS O QUE FARIA JESUS? CONECTAR+ JOVENS (SLIDE)

ASSITA A VIDEO AULA AQUI

bAIXE AQUI

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 10. Cultivando a gratidão conectar + Betel 2 tri 2022 (slides)

O homem regenerado tem a consciência de que a graça de Deus o alcançou, logo, desprovido do orgulho e vestido de humildade, reconhece a Soberania e a bondade de Deus, rendendo-Lhe honra e gratidão por tudo.

Assista a video aula aqui

Lição 10. Cultivando a Gratidão

Baixe o slide aqui

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 9. Não vim para ser servido, mas para servir, jovens conectar+ (slide)

Assista a lição aqui

Baixe aqui a lição

siga-nos nas redes sociais

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

As duas bestas da Grande Tribulação, Betel Dominical, 2° trimestre (Comentário)

Toda e qualquer influência que rege o mundo, estará, na Grande Tribulação, no domínio da triunidade satânica, ou seja, personificada no Dragão que é satanás, e o anticristo que é a 1ª besta que sobe do mar, e o falso profeta que é a 2ª besta que sobe da terra, (Apoc 12:9). A influência destas duas bestas estará em sua área de atuação, no âmbito religioso e político, sendo que o dragão dará o seu poder para o anticristo, e o anticristo divulgará as suas diretrizes governamentais para enganar a todos, por intermédio do falso profeta, um sacerdote religiosos, (Apoc 13:4,13,14).

Lição 9

A influência de satanás sobre a besta que virá sobre o mar para influenciar toda a humanidade, será definida pelas suas características, 1* Será eloquente em seus discursos convincentes (2 Tess 2:3,4), um político que promoverá uma falsa paz (Jr 8:11 ; Ap 13:5), cairá na graça de todos e por se ecumênico, terá apoio de dez nações (Ap 17:12), influenciará o povo de Israel fazendo um pacto por sete anos (Dn 9:27), zombará de Deus (Dn 7:25), julgará ser o messias e se apresentará como Deus (2 Tess 2:4), enfim a medida de sua rapidez (Leopardo), sua força (Urso) e o seu poder dominante (Leão), Apoc 13:2), ele será aprisionado, destruído, e banido desta terra por Cristo o Leão da tribo de Judá (2 Tess 2: 8,9,10).

Faça o curso online, Apocalipse, o livro da Revelação de Deus

  • Publico Alvo
  • Leitores da Bíblia
  • Líderes de Escola Bíblica
  • Líderes de Jovens
  • Líderes de Estudos Bíblicos

VangegensAcesso imediato;

  • Doação de 1% para instituição carente;
  • Acesso pelo HotmarSparkle
  • Acesso a Videoaulas, Provas de múltipla escolha e leituras complementares.
  • Certificado ao final do curso;
  • Cerca de 20 horas de curso;

ACESSE:

https://go.hotmart.com/V69787005G?dp=1

A alienação do anticristo (1ª besta) com o falso profeta (2ª besta) se dará como um influencer que fará com que haja união entre o ambiente político com o ambiente religioso, ou seja, por ser o anticristo o governante na grande tribulação, e trazendo soluções imediatas e massageando o ego humano, oferecendo uma infraestrutura terrena para todos que receberem a sua marca, e para que sejam felizes (Apoc 13:16,17), com intuito de promover uma nova religião que desconsiderará o evangelho de Cristo, e nos isentando de quaisquer obrigações celestes, e sim só tendo obrigações terrestres, oferecendo um evangelho sem renúncia, sem transformação, sem perdão, sem amor, e sem misericórdia, enfim que ninguém se prive da graça de Deus como fez Esaú, que rejeitou a benção de seu pai por ser ele mesmo o primogênito, por um prato de guisado vermelho (Hb 12:15,16), ou seja, miserável será a pessoa que esperar Cristo somente nesta vida (1 Cor 15:19).

Bom Estudo!

(Autor: Irmão Robson)

siga-nos nas redes sociais

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

TÁ GOSTANDO? adquira as revistas da Editora Betel Dominical.

lhttps://www.editorabetel.com.br/auxilio-ebd/betel-dominical

Apoie este trabalho

Apoie esta obra. Ao fazer uma contribuição, você nos ajudará a criar histórias relevantes do seu gosto.

lIÇÃO 8 TRANSFORMADOS PARA TRANSFORMAR -JOVENS CONECTAR+ (Slide)

Pela atuação do Espírito Santo, passamos pelo processo transformativo da Palavra para exercer a missão de influenciadores do Reino no mundo que anda em trevas.

Assista a lição aqui

Baixe o slide aqui

Lição 7 Integridade o mundo vendo Cristo em você conectar + Betel 1 tri 2022

Assista a video aula aqui

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

O mundo preparado para o anti cristo Lição 7 Betel Domincal (Comentário)

O princípio da entrada do anti- cristo no cenário mundial, irá massagear principalmente o egocentrismo humano, baseado em valores expressivamente humanos, (1Cor 2: 12,13,14), ou seja, cada um terá a sua própria opinião, e cada um se julgará ser juiz de si mesmo, rejeitando o que a Palavra de Deus diz, onde só por ela que encontraremos os caminhos purificados, (Sl 119: 9,10,11). Tomar cuidado em defender, e viver aquilo que está errado, e passar por certo, porque tem caminhos do homem que conduz a perdição, (Pv 14: 12). Vamos viver politicamente correto no espírito, ou seja, ser em tudo corrigidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo, (1 Cor 11: 31,32), pois a misericórdia do Senhor não permitirá sermos enganados pelo o homem do pecado, (Lm 3: 22 ; 2 Tess 2: 2,3).

Assista a video aula aqui

A nossa geração está caminhando por um caminho vulnerável aos ataques deste homem do pecado, quebrando paradigmas estabelecidos pela Palavra de Deus, sobre a importância do casamento e família que é uma obra divina, (Hb 13:4), ao ponto de colocar em nossa mente, em que Deus está errado e nós é que estamos certos, sendo que Deus sempre será verdadeiro, (Rm 3:4 ; Rm 1:25). Umas das áreas mais afetadas na desconstrução humana, na qual o inimigo está atacando é a nossa mente, mas se tivermos a mente de Cristo não sofreremos tais danos psicológicos, (1Cor 2:16). E a solução para sermos sóbrios nestes dias sombrios, é sermos patenteados pela Palavra de Deus, (119:105 ; Mt 22: 29).

Apoie este trabalho

Apoie esta obra. Ao fazer uma contribuição, você nos ajudará a criar histórias relevantes do seu gosto.

Embora o anti- cristo está preparando a sua entrada no cenário mundial, cabe a nós como Igreja de Cristo, pregar o evangelho que é o poder de Deus, (Rm 1:16) para retirar muitos das garras dele, (2 Tm 2: 26), mas precisamos estar convictos da nossa fé, (1 Pd 3:15). Digo para encerrar este resumo deste estudo, que precisamos manter a nossa posição como servo do Deus Altíssimo, ou seja, importa obedecer mais a Deus do que os homens, (Atos 5:29), não adianta honrar a Deus com os lábios, mas seus corações estão longe de Deus (Mt 15:8), e sendo uma presa fácil e enganado pelo o iníquo (homem do pecado), (Col 2: 8),

Bom estudo!

Autor: Irmão Robson

siga-nos nas redes sociais

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 6 EBD 2 Tri 2022

Apocalipse: O livro do trono

Trono biblicamente falando, tem como destaque, e nos levando a pensar que existe um Deus soberano, e que governa tudo e todos, mediante a sua grandeza, esplendor, e poder, (Mt 25:31 ; Sl 103:19). Nada diante deste trono na terra ficará impune, ou não obter o merecido galardão, com retidão e perfeição, pois Deus é quem estabelesce a sua justiça e juízo sem ser incoerente e ter um caráter duvidoso(Sl 9:8); pois Ele não muda (Tg1:17).Trono também proclama e evidencia a certeza de uma promessa feita, e que o reino de Davi não acabará, e que ali Cristo reinará para sempre, e também será adorado por toda eternidade, (2 Sm 7: 8 ao 16; Mt 19:28).

Faça o curso online, Apocalipse, o livro da Revelação de Deus

  • Publico Alvo
  • Leitores da Bíblia
  • Líderes de Escola Bíblica
  • Líderes de Jovens
  • Líderes de Estudos Bíblicos

VangegensAcesso imediato;

  • Doação de 1% para instituição carente;
  • Acesso pelo HotmarSparkle
  • Acesso a Videoaulas, Provas de múltipla escolha e leituras complementares.
  • Certificado ao final do curso;
  • Cerca de 20 horas de curso;

ACESSE:

https://go.hotmart.com/V69787005G?dp=1

O cenário em volta do trono traz lições importantes para que prossigamos à mantermos firmes a nossa caminhada cristã, sem olhar para traz, e quero falar da visão de João de traz para frente, 1* fala dos setes Espírito de Deus, ou seja, os salvos regidos por este trono, nos faz entender que Deus enviou seu Espírito Santo (e as manifestações das características divinas de Deus), para nos conduzir, e também a não errar o caminho da eternidade (Is 11:1,2); 2* os anjos querubins, este estarão a nosso servico para nos proteger, e livrar dos perigos eminentes que poderiam comprometer a nossa empreita celeste (Hb 1:14); 3* E aos que vencer, serão aqueles que decidiram a buscar as coisas do alto, onde Cristo está assentado a direita de Deus, estes receberão a coroa da vida, por santificar as suas vidas em obediência a palavra de Deus, e não negaram o nome do Senhor. (Apoc 3:8).

O trono evidenciado por João no apocalipse, nos faz sentir a Glória de Deus, e ser envolvidos Nela, pois seremos transformados num corpo glorioso, como diz as escrituras, seremos semelhantes Ele (1João 3:2), e esta certeza está garantida pela nova aliança que Deus fez com aqueles que aceitaram o sacrifício do seu filho Jesus Cristo, nos fazendo ser reis e sacerdotes para o seu reino (Apoc 1: 6 ao 8), e o clímax maior disto tudo, é contemplar a magnitude e o resplendor da Glória de Deus em Cristo, aquele que merece todo Louvor, Honra, e Glória para todo sempre (Apoc 5:12), Amém!

Bom estudo!

siga-nos nas redes sociais

O negro na Bíblia

(Texto de Claudionor de Andrade, que resolvi publicar aqui, pois não está mais online no site original, onde fora publicado)

Até a construção do Canal de Suez, não se fazia distinção entre as terras bíblicas do Antigo Testamento. O cenário da História Sagrada ia do Eufrates ao Nilo. De um vale a outro, estendia-se ininterruptamente. O Mar Vermelho? Não representava qualquer obstáculo. Bastava dividi-lo e deixar Israel multiplicar-se pelo deserto até Canaã. Para o Faraó, a península do Sinai era Egito, e o Egito nunca deixou de ser África. Aos seus olhos tirânicos e opressores, os hebreus eram mais africanos que semitas.

Essa visão haveria de perdurar até 1859, quando o engenheiro francês Ferdinand de Lesseps pôs-se a construir o Canal de Suez. A partir daí, a África foi separada não somente geográfica, mas cultural e antropologicamente, do restante do Oriente Médio. Não demorou muito e aquela extensão da África deixou de figurar, nos mapas, como se jamais estivesse ligada ao continente negro. Por isso, muitos cristãos já não atentam para um fato importantíssimo: a mensagem que Israel legou ao mundo começou a ser escrita em terras africanas.

Se tais nuanças não são percebidas pelos leitores da Bíblia, atentemos a notável participação do africano na História Sagrada. A fim de que a nossa visão torne-se mais clara é mister que comecemos por derrubar alguns mitos que se fizeram dogmas.

Mitos dogmáticos ou dogmas mitológicos?

Já ouvi dizer que a cor negra é o sinal que o Senhor colocara em Caim por haver este matado a seu irmão Abel (Gn 4.15). Há quem sustente também que o patriarca Noé, para castigar o irreverente Cam, deu-lhe como herança a África e, como distinção, legou-lhe uma dose a mais de melanina (Gn 9.25). Como se vê, as extravagâncias hermenêuticas não têm limites. O pior é que tais besteiras são ensinadas como doutrina e consumidas como dogma.

Erudição alguma é necessária para se constatar a incongruência dessas conjecturas. Teológica e historicamente, são falhas e tendenciosas. Do texto sagrado, infere-se logo que toda a descendência de Caim foi destruída pelo Dilúvio. Apenas a linhagem de Set, representada por Noé e sua família, entrou na arca (Gn 5.30; 7.13). A genealogia de Caim encerra-se no capítulo quatro de Gênesis, ao passo que a de Set, que Eva gerou  após o assassinato de Abel, prosseguiu até o nascimento de Jesus (Lc 3.38). Sobre a marca que o Senhor imprimiu no homicida não foi, definitivamente, a cor de sua pele, mas um ideograma, denunciando-lhe a mancha do crime (Gn 4.15).

Com respeito ao caçula de Noé, o texto do Gênesis não comporta dúvidas: apenas um ramo dos camitas foi amaldiçoado: os cananeus (Gn 9.25-29). E a maldição cumpriu-se quando os hebreus tomaram-lhes as terras no século 15 a.C. Os demais filhos de Cam são mencionados na Bíblia como nações fortes, aguerridas e poderosas. Haja vista o Egito, a Etiópia e a Líbia que, na antiguidade, foram reinos temíveis e engrandecidos.

De acordo com a concepção judaico-cristã, não há nenhuma maldição em ser negro, nem bênção alguma em ser branco, amarelo ou vermelho. A bem-aventurança reside em se guardar os mandamentos de Deus, praticar a justiça e observar a beneficência: “Deus não faz acepção de pessoas, mas lhe é agradável aquele que, em qualquer nação, o teme e faz o que é justo” (At 10.34-35).

Todos somos filhos de Adão, conforme enfatiza o apóstolo Paulo em seu discurso no Areópago: “De um só fez Deus toda a raça humana para habitar sobre toda a face da terra, havendo fixado os tempos previamente estabelecidos e os limites da sua habitação” (At 17.26). O monogenismo bíblico ensina, portanto, que toda a humanidade proveio de um único tronco genético: Adão e Eva. No Livro Sagrado não há qualquer espaço ao racismo.

A África no índice das nações

Conhecido como o índice das nações, o capítulo 10 de Gênesis faz referência a, pelo menos, três poderosas nações africanas: Cuxe, Mizraim e Pute (Gn 10.6). Ou seja: Etiópia, Egito e Líbia. Apesar das muitas tribulações de sua história, estes povos vingaram: no passado, impérios; no presente, o vivo testemunho do vigor das civilizações negras.

Durante toda a História Sagrada, o Egito sempre foi temido como potência mundial. A Etiópia, por seu turno, era uma nação tão belicosa que, no tempo do rei Asa, invadiu o Reino de Judá com um exército de um milhão de homens (2 Cr 14.9). Quanto à Líbia, era vista pela Assíria como um contrapeso às ambições babilônicas (Na 3.9).

Se coletivamente os africanos foram marcantes, individualmente fizeram-se inesquecíveis no texto bíblico.

A mulher negra de Moisés

No capítulo 12 de Números, lemos: “E falaram Miriã e Arão contra Moisés, por causa da mulher cuxita, que tomara; porquanto tinha tomado a mulher cuxita” (Nm 12.1).

Se não fosse o contexto desse triste e vergonhoso episódio, seríamos levados a pensar que a profetisa e o sumo sacerdote hebreus eram tão nocivos quanto os criadores do apartheid. Todavia, mostra-nos o desenrolar da história, que a má vontade de ambos não tinha como motivação o racismo. O que eles não toleravam eram os privilégios que Moisés desfrutava junto a Deus. Como não achassem nenhuma falha no legislador, ajuntaram-se para censurar-lhe a união inter-racial que, diga-se de passagem, não era incomum entre os antigos israelitas. Não se unira Abraão com uma africana e com uma africana não se casara José?

Eu sou negra e aprazível

Como você imagina a Sulamita dos Cantares de Salomão? Uma caucasiana encontradiça nas pinturas da renascença italiana? E se você descobrisse que o maior poema de amor de todos os tempos foi dedicado a uma negra? As filhas de Jerusalém indignaram-se quando Salomão elegeu a formosa pastora de Quedar como a predileta de seu coração. Mas, o que fazer? O amor não tem fronteiras.

Diante de tão descabida acepção, Sulamita protesta: “Eu sou morena e agradável, ó filhas de Jerusalém, como as lendas de Quedar, como as cortinas de Salomão” (Ct 1.5). Se o texto em português deixa alguma dúvida quanto à cor da formosíssima jovem, o texto inglês é concludente: “I am black but comely”. A tradução do Rei Tiago está mais de acordo com o original hebraico.

O negro que ajudou Jeremias

Jeremias profetizou no período mais crítico do Israel do Antigo Testamento. Em breve, os judeus seriam entregues aos babilônios, que os orfanariam de seus símbolos mais altos e caros: a Cidade Santa e o Santo Templo. É justamente nesse momento que o profeta aparece com uma mensagem impopular e nada patriótica. Apregoa a submissão ao opressor e condena qualquer esboço de resistência. Enfim, Judá deveria curvar-se ao jugo estrangeiro, pois essa era a vontade de Deus.

Por causa de sua atitude, foi Jeremias lançado no calabouço de Malquias (Jr 38.6). E só não morreu porque um etíope chamado Ebede-Meleque intercedeu por ele junto ao rei Zedequias. Por sua corajosa postura, o negro Ebede é honrado até hoje.

Os negros em o Novo Testamento

Muitos africanos veem a Igreja como um típico empreendimento europeu. Por isso, ainda se assustam com os missionários brancos e barbudos que, desde David Livingstone, cortam a negritude daquelas terras, levando a mensagem do Cristo. Em sua origem, porém, a Igreja era tão multirracial quanto hoje.

No Dia de Pentecostes, encontravam-se em Jerusalém, além dos gregos, romanos e bárbaros, várias nações negras: Egito, Líbia e Cirene. E, nesses países, o Evangelho floresceu de maneira surpreendente. Haja vista a igreja em Alexandria, da qual saíram Orígenes, Clemente e Atanásio.

Lembremo-nos também do ministro da fazenda da Etiópia, que se converteu quando retornava ao seu país (At 8.26-38). Acredita-se ter sido com este negro que teve início a Igreja Copta.

Uma visão universal e transcultural da Bíblia

Ainda hoje, a Bíblia é vista como um livro branco e colonial. Jamais nos esqueçamos, porém, de que a Palavra de Deus é destinada a todos os povos, nações e tribos. De fato, o cânon sagrado começou a ser escrito na África e foi encerrado na Europa. Sim, a Bíblia é destinada a todas as famílias da terra. Por isso, é o livro mais amado e lido do mundo.

Em suas páginas, vemos o hebreu Abraão, a africana Agar, o grego Lucas e o romano Cornélio. O mais importante, contudo, é que, do início ao fim, encontramos o Filho do Homem – Jesus Cristo, Senhor de todos nós. Nele, não há segregação nem apartheid: o seu amor inclui sempre, jamais exclui. Brancos ou negros, todos precisamos do meigo Salvador.

A realidade do Arrebatamento

(Comentário à lição 4, da Editora Betel Dominical 2 tri 2022)

Por: Irmão Robson

Arrebatamento um escape para vida eterna, pois digo que todos irão experimentar o sono da morte, (direto e indiretamente) (1 Cor 15:51), e no conceito bíblico para os cristãos, este sono não será o fim, mas sim um novo começo, pois o cerco está se fechando, (Apoc 3;10). Pelo fato como diz as escrituras que Cristo ressuscitou, e Ele é as primícias dos que dormem Nele, certamente iremos ressuscitar com Ele também através do Espírito Santo, (Rm 8:11). Existe a primeira e segunda morte; (Primeira morte) a morte física que é o desligamento da alma do corpo, e a morte espiritual que é estar separado de Deus mesmo estando vivo neste mundo. (Segunda morte) é a morte eterna, ou seja, desligado de Deus para sempre. Embora a vida é um sopro (Tg 4:14), e sendo nós cristãos, ela nos faz se assegurar que: em Cristo temos esperança de volta à viver na eternidade com Ele, pois isto é uma promessa para aqueles que dormem no Senhor, (2 Tm 2 :11).

Pelo fato de a igreja crer na esperança do arrebatamento (Tt 2:13), ocorrerá uma comoção mundial, embora os mortos ressuscitarão primeiro, e ninguém os verá, mas nós que ficarmos vivos seremos transformados (1 Tess 4:16,17), e por consequência disto notarão o nosso sumiço da terra. Entre os que dormem no Senhor (primícias), e os que estiverem vivos (serão transformados) no arrebatamento, existe um detalhe em comum, que é o soar da trombeta que será ouvido entre eles (1 Cor 15:52), mas este acontecimento só atingirá também, aqueles que estiverem dependendo de outro fator comum que é a Fé, ou seja, só serão alcançados pelo arrebatamento os que estiverem ligados em Cristo (João 15:7), o Nosso Autor e Consumador da Fé, (Hb 12:2).

Faça o curso online, Apocalipse, o livro da Revelação de Deus

  • Publico Alvo
  • Leitores da Bíblia
  • Líderes de Escola Bíblica
  • Líderes de Jovens
  • Líderes de Estudos Bíblicos

VangegensAcesso imediato;

  • Doação de 1% para instituição carente;
  • Acesso pelo HotmarSparkle
  • Acesso a Videoaulas, Provas de múltipla escolha e leituras complementares.
  • Certificado ao final do curso;
  • Cerca de 20 horas de curso;

ACESSE:

https://go.hotmart.com/V69787005G?dp=1

Por isso que precisamos amar a vinda do Senhor (2 Tm 4:8), pois será imprescindível este acontecimento (arrebatamento) (Mt 24:44), pois exigirá estarmos vigilantes neste dia (Mt 25:13), pois será numa fração de segundo, que Cristo retirará com força (Rapto) a Igreja deste mundo (Mt 24:27), este evento da segunda vinda do Senhor será dado em duas fases, ou seja, a primeira fase será em segredo, que é o arrebatamento da Igreja, só a igreja que vai vê-lo , e a segunda fase será evidente, e todo o olho verá (Apoc 1:7), pois estabelecerá o Milênio no monte das oliveiras (Zc 14:4), este dia será glorioso para todos aqueles que invocam o nome do Senhor, (Jl 2: 32), pois estaremos para sempre com Ele na eternidade (Col 3: 4) ; (Rm 12:2).

Bom! Estudo!

siga-nos nas redes sociais

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

lição 4 Aprendendo com o Mestre da sensibilidade conectar + Betel 1 tri 2022

Assista a video aula aqui

Lição 4. Conecetar+

Baixe aqui o slide

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Os sinais da vinda de Cristo

  1. Falsos Mestres: Mt. 24.5;
  2. Guerras, Mt. 24.6
  3. Fome Mt 24.7
  4. Pestes Mt. 24.7
  5. Ocultismo 1 Tm. 4.1
  6. Restauração de Israel Is. 66.8

Ele virá Porque:

  1. Ele prometeu: Jo 14.3; Ap. 22.20
  2. Os anjos confirmaram: At. 1. 10,11
  3. A Bíblia afirma: Jó 19.25; Hb. 9.28; Is. 59.20; Rm. 11.26.

Ele virá para quê?

  1. Para levar a Igreja: Jo 14.3
  2. Para consumar a salvação Rm. 13.11
  3. Para glorificar os seus Ef. 5.17

6 Aspectos da vinda de Cristo

  1. Será apenas da Igreja, Sl. 45.13
  2. É um dia secreto, Mt. 24.36,42,44
  3. Os mortos em Cristo ressuscitarão 1 Ts 4.17
  4. Será instantaneo, 1 Co 15.52
  5. A igreja receberá um corpo glorificado, 1 Ts 4.17
  6. O encontro se dará nos ares, 1 Ts 4.17c

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

siga-nos nas redes sociais

A história das cidades das 7 igrejas da Ásia

1. Eféso.

Para os historiadores, todos os que desejassem viajar para Ásia Menor, Éfeso era a porta de entrada. Era a maior, a mais rica e a cidade de maior importância.

Ruinas de Éfeso

Conhecida como a feira das vaidades, ela foi rebatizada como a “porta dos mártires” quando os cristãos foram capturados na Ásia Menor e levados a Roma. Foi considerada o centro do culto à Diana (At 19.35), lugar cheio de sacerdotisas, conhecidas como “prostitutas sagradas”.

 2. Tiatira

estava localizada num fértil vale no qual passavam rotas de comércio. Embora destruída por um terremoto durante o reino de César Augusto (27 a.C.), Tiatira foi reconstruída com a ajuda romana. Produtos têxteis eram os mais importantes em Tiatira.

3. Sardes

foi uma das cidades legendárias da Ásia Menor, onde hoje é a Turquia. Nos tempos do Novo Testamento, Sardes foi parte da província Romana da Ásia. Situada no alto de uma colina, com muros e fortificada, demostrava ser imbatível, indestrutível e inabalável, por isso seus soldados e habitantes tinham a certeza que jamais cairiam nas mãos de seus inimigos.

4. Esmirna.

 A cidade de Esmirna era considerada o ornamento, a coroa e a flor da Ásia. Tinha o principal porto da Ásia e um comércio próspero. Com magnífica arquitetura, com templos dedicados a Cibeles, Zeus, Apolo, Afrodite e Esculápio. Havia sido fundada como colônia grega no ano de 1.000 a.C.; no ano600 a.C., os Lídios a invadiram e destruíram-na por completo.

No ano 200 a.C., Lisímaco a reconstruiu e fez dela a mais bela cidade da Ásia. Quando Jesus disse que estivera morto, mas revivera, os cidadãos daquela cidade sabiam bem o que Jesus estava falando. Pois a cidade estava morta e havia revivido como metrópole.

(Moeda cunhada por Lísimaco)

5. Filadelfia

Os reis dePérgamo fundaram Filadélfia como um posto avançado do seu Reino no segundo século a.C. A cidade estava localizada ao longo de uma importante estrada de viagem que ligava Pérgamo ao norte com Laodicéia ao sul. Nos tempos do novo testamento, Filadélfia fazia parte da província Romana da Ásia. A cidade foi devastada por um terremoto em 17 d.C. , e, por um tempo, as pessoas viveram com medo de tremores.

Filadélfia foi reconstruída com ajuda do imperador Tibério. O nome Filadélfia significa amor fraternal.

No ano 200 a.C., Lisímaco a reconstruiu e fez dela a mais bela cidade da Ásia. Quando Jesus disse que estivera morto, mas revivera, os cidadãos daquela cidade sabiam bem o que Jesus estava falando. Pois a cidade estava morta e havia revivido como metrópole.

6. Pérgamo .

Hoje conhecida por Bergama foi uma antiga cidade grega rica e poderosa na Eólia. Está localizada a 26 quilômetros da costa do mar Egeu, em um promontório no lado norte do rio Caicos e a noroeste da moderna cidade de Bergama (hoje território da Turquia.

(Pérgamo, representação Wikipédia)

Durante o período helenístico, tornou-se a capital do Reino de Pérgamo sob a Dinastia atálida em 281−133 a.C., que a transformou em um dos principais centros culturais do mundo grego. Muitos restos de seus impressionantes monumentos ainda podem ser vistos, em especial a notável obra-prima que é o Altar de Pérgamo. Pérgamo foi uma cidade culturalmente importante, pois possuía uma biblioteca quase tão prestigiada quando a biblioteca de Alexandria. Uma curiosidade é que, devido à grande tradição da biblioteca de Pérgamo, seu nome acabou batizando o pergaminho, nome dado a uma pele de animal, geralmente de cabra, carneiro, cordeiro ou ovelha, preparada para a escrita.

(Ruínas de Pérgamo)

7. Filadéfia

Foi fundada em 189 a.C. pelo rei Eumenes II de Pérgamo (197–160 a.C.). Eumenes II batizou a cidade em honra do seu irmão, que seria seu sucessor, Átalo II ( r. 159–138 a.C.), cuja lealdade lhe valeu o apelido de “Philadelphos”, que significa literalmente “alguém que ama seu irmão”.Em 17 d.C. a cidade de Filadélfia viveu um grande desastre. O extremo sudoeste da Ásia Menor foi devastado por um grande terremoto, e acredita-se que Filadélfia foi a cidade mais afetada, pois ela estava localizada na principal linha da falha sísmica. Inclusive, parece que o grande terremoto deixou a área de Filadélfia ainda mais instável nos anos seguintes. Por conta da grande destruição ocasionada pelo terremoto de 17 d.C., o governo romano de Tibério isentou a cidade de Filadélfia do pagamento de impostos durante um tempo; além de enviar uma grande soma de recursos financeiros para ajudar na reconstrução da cidade.

Em gratidão ao auxílio romano durante o período difícil de reconstrução, a cidade adotou o nome Neocaesarea, que significa “cidade do novo César”, em honra ao imperador Tibério. Mas esse nome caiu em desuso em apenas três décadas. Mais tarde, a cidade passou a ser chamada de Flávia, em homenagem ao imperador Tito Flávio Sabino Vespasiano.

A cidade de Filadélfia continuou existindo durante séculos, resistindo como uma civilização cristã até mesmo aos avanços muçulmanos no século 14 d.C. na Ásia Menor. Atualmente a região onde ficava a cidade de Filadélfia está ocupada pela moderna cidade turca Alasehir.

(Ruínas de Filadélfia)

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 1 Entendendo o caráter da vida cristã conectar + Betel 1 tri 2022 (slide)

Assista aqui

WEBINAR APOCALIPSE, O LIVRO DAS REVELAÇÕES DE DEUS. (MÓDULO I)

WEBINAR APOCALIPSE, O LIVRO DAS REVELAÇÕES DE DEUS. (MÓDULO I)

SOBRE

O curso Apocalipse, o livro da Revelação de Deus tem por  objetivo apresentar uma chave de leitura do Livro do Apocalipse. Faremos um  visão introdutória sobre o contexto histórico, o autor, os estilos de interpretação do livro e os principais pontos escatológicos.

conteúdo a ser abordado

A. O contexto histórico,
B. O autor;
C. Os estilos de interpretação do livro;
D. Principais pontos escatológicos do livro;

Entre em contato

Esperamos por você

Faça sua matricula aqui

https://www.sympla.com.br/evento-online/apocalipse-o-livro-das-revelacoes-de-deus-modulo-i/1530786

siga-nos nas redes sociais

DIA

16/04/2022

16h

LIÇÃO 13. O PLANO DIVINO PREVALECERÁ – BETEL DOMINICAL 1° TRI 2020 (COMENTÁRIO)

O plano divino prevalecerá

Acredito que, e tendo provas bíblicas disto, e da eficácia do plano divino sobre a terra, que tudo será cumprido nos mínimos detalhes da parte de Deus na terra, Apoc 1:7,8 ; Mc 1:15 ; Mt 24:35, pois nem que pareça que não há Deus no meio das questões humanas, Ele tem o controle de tudo Pv 16:4, e uma das provas veterotestamentaria, e a história da rainha Esther, ler o Livro de Esther.

Assista a video aula qui

Lição 13 o plano divino prevalecerá editora betel dominical 1° tri 2022

E de contrapartida uma observação que gostaria de compartilhar é, embora a vontade de Deus é soberana, mas Deus respeita o livre arbítrio dos seres humanos, concluo que todo o erro até agora que acontece no mundo, é erro humano, e tendo um Deus Santo para concertar, ou seja, É Deus manifestando sua vontade soberana e concertando as coisas errôneas do comportamento humano, porque ele é poderoso para executar isso, Rm 8:28, mas o objetivo maior de Deus é ir muito mais além, que simplesmente ir concertando as coisas, e sim, é não só manifestar a sua vontade soberana indiretamente, mas também manifestar a sua vontade no coração humano para sempre Ez 36:26.

Mas emquanto o ser humano não ter um novo coração, sempre tomarás caminhos que aos seus olhos parece direitos, mas o final deles é morte Pv 14:12, mas aqueles que forem impactados pela Palavra de Deus e se arrependerem, certamente desfrutarão do verdadeiro paraíso preparado desde a fundação do mundo Mt 25:34 ; João 14: 1,2,3. Em resumo falando de gogue e magogue, acredito que será um sistema e um líder que influenciará o mundo virtualmente, com fins destrutivos emocionalmente, declarando guerra contra a igreja e o povo de Deus, pois a situação em muitos países, já está insuportáveis para o povo de Deus, por meio de leis que querem contradizer a palavra de Deus Rm 1:25, com suas doutrinas de demônios, Tm 4:1, fazendo o povo de Deus engolir arame farpado por goela abaixo, senão serão mortos se não negar a fé, tentando descaracterizar a imagem de Deus em nós 2 Cor 3:18, então digo que precisamos ficar atentos nos acontecimentos mundiais, Mt 24, porque isto é mister acontecer, o que precisa ser feito é simplesmente vigiar e orar Mt 26:41, e ficar na posição aguardando a bem aventurada esperanca do grande Deus e Salvador Jesus Tt 2:13. Maranata! Maranata! ora vem Senhor Jesus. Bom Estudo!


Obs. Existe uma distinção entre os acontecimentos para Israel e para com a Igreja, e tudo será cumprido nos mínimos detalhes, apenas simplifiquei este resumo, tratando todos como povo de Deus, sendo que existem judeus e gentios convertidos na atualidade. A Igreja aguarda o arrebatamento, e as bodas do Cordeiro. E Israel aguarda, a Grande tribulação, Batalha do Armargedon, e o Milênio etc…

AUTOR: IRMÃO ROBSON

siga-nos nas redes sociais

Lição 13. A APOSTASIA DOS ÚLTIMOS DIAS

A Palavra de Deus faz recomendações acerca da apostasia dos últimos dias. Cabe a nós nos preparar e nos orientar conforme a Palavra de Deus para que não venhamos ser presas fáceis de lobos vestidos de ovelha.

Assista a video aula aqui

siga-nos nas redes sociais

✨Dependermos exclusivamente de Deus ✨

“Quando a terra tremer e estiver prestes a derreter-se com tudo o que contém, Sou Eu que a sustentarei ”.

(‭‭Salmos‬ ‭75:3‬) ‭

Nosso Deus aqui fala claramente, que a nossa dependência precisa estar literalmente Nele e em mais nada, ou ninguém. Nossas vidas, nossos famíliares, a saúde, trabalho, em fim, tudo isso são apenas meios que Deus tem de nos abençoar, mas precisamos lembrar que a fonte é Ele e o nosso sustento vem Dele.
Depender de Deus é confiarmos que Ele tem o controle de tudo. É como sentarmos em uma cadeira e levantarmos os pés, na certeza de que nós não iremos cair e quando esta certeza nos faltar, sentiremos que tudo se tornara pesado e então, teremos a impressão que o mar bravio nos fará naufragar. Deus está a todo momento nos sinalizando, que Ele somente Ele é o nosso sustento e se Nele estiver a nossa fé, tudo é possível ao que crer.

Deus é o nosso sustento nos dias bons e nos dias maus e certamente caminhando com Ele, seguros em Suas Potentes mãos, a caminhada torna-se mais leve.
Nestes tempos em que vivemos rumores de guerras e através das aflições em que vive o mundo, Deus nos faz lembrar desse Salmo que sustenta as nossas vidas, porém você pode continuar achando que a sua segurança está no seu esforço, no seu trabalho, ou você pode se entregar totalmente ao Senhor e glorificar a Deus, entendendo que tudo que temos vem Dele. Como seu Pai, seu Amigo, Ele não se esqueceu de você, Ele não desistiu de você. Então, que possamos viver na Sua total dependência e desta forma, vivamos o nosso milagre hoje.

Carinhosamente,
Regiany Brandão Cardoso.

siga-nos nas redes sociais

Visões do afastamento e o retorno da Glória de Deus – Comentário

A Glória de Deus é uma manifestação, inerente ao próprio Deus Perfeito e Santo, que se auto revelará para aqueles que estiverem na brecha, ou seja, é estar em espirito de santidade, porque se não o forem assim se tornarão condutores cegos, por não comtemplarem a magnitude desta manifestação. a Glória de Deus tem a finalidade de manter vivo o ser humano, que merecia a morte por causa do pecado, mas esta manifestação é transbordante de bondade e misericórdia, porque isto revelaria a sua natureza perfeita, para um ser humano imperfeito. Jesus Cristo é a Glória personificada de Deus, descrito em sua palavra, Como o Emanuel, sendo cheio de graça e verdade, e além de tudo o verbo de Deus, porque Deus falou de muitas maneiras aos pais pelos profetas, e nos últimos dias falou através de seu Filho.

Assista o comentário do Pr. Júlio César aqui

A Glória de Deus deixa de ser interessante, quando no coração do ser humano é invadido pela idolatria, julgando-se ser a si mesmo um deus, acima de Deus o verdadeiro, chegando ao ponto de oferecerem cultos secretos, e servindo a deuses estranhos, dando a honra mais a criatura do que o Criador. A busca desenfreada por satisfazer desejos e alimentar o ego, faz com que a Glória de Deus não seja comtemplada por aqueles que eram considerados o povo da promessa, sendo que estão querendo a ressureição de Tamuz, para continuar em seus desejos pecaminosos e cobiçosos. Quando se dá as costas para Deus, é uma atitude irreverente e repleta de inconsiderações ao Senhor, certamente a Gloria de Deus não mais estará ali, trazendo grandes prejuízos ao reino de Deus, e se partir dos líderes, é como se fosse lobos vestido de ovelha, é lamentável tal atitude.

TÁ GOSTANDO? adquira as revistas da Editora Betel Dominical.

lhttps://www.editorabetel.com.br/auxilio-ebd/betel-dominical

A Glória de Deus se afasta gradativamente, não para o crescimento, mas sim para o esvaziamento total e final. Ou seja, a temperatura do cristão vai diminuindo à medida que se afastamos da Glória de Deus, por meio do pecado, nos tirando dos átrios do Senhor, sem percebermos a gigantesca e errônea direção, que está nos levando para longe de Deus. O retorno da Glória de Deus se dá quando o ser humano, ou seja, os remanescentes que aguardam a restauração, tendo entrado pelo crivo das mensagens dos profetas, em busca de arrependimento, alcançando assim a restauração e salvação por meio do Amor incondicional de Deus. Ao ser impactados pela Glória de Deus na vida daqueles que aderiram ela de volta, e tendo suas vidas restauradas e renovadas, servirá como uma nova experiência sublime e contínua, até a volta de Jesus Cristo, ou seja, a chama do ALTAR nunca se apagará. Bom Estudo!

Lição 12 a certeza da vitória em Cristo conectar + Betel 1 tri 2022 (Slide)

Assita a video aula aqui

Lição 12 a certeza da vitória em Cristo

Veja o esboço

Lição 11 O problema dos embaraços Jovens conectar + (Slides)

Assista aqui

Baixe o slide aqui

Os princípios da Adoração -Estudo Bíblico. (Com esboço)

Adoração está ligada à chamada do Pai para você ter intimidade com Ele.

Ela está em cada página da Bíblia, em cada assunto que possamos aprender e ensinar e em cada aspecto da nossa vida cotidiana. No final das contas, adoração se resume àquilo ou quem mais valorizamos e como respondemos ao que mais importa para nós.

Veje neste estudo com o Pastor Júlio César, quais são os principios da adoração

Assista ao culto ao vivo aqui

Agora baixe o slide de esboço

siga-nos nas redes sociais

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 10 a visão da torrente das águas purificadoras editora betel dominical 1 trimestre 2022 (Comentário)

Lição 10 1 tri 2022

A visão das correntes de águas purificadores

Uma análise espiritual e não histórico

Neste post temos uma aplicação do texto de Ezequiel 47. A torrente de águas purificadoras, numa visão profunda!

O templo simbolizava o próprio Jesus João 2: 19 ao 22, a fonte da água da vida, João 4:14, que faria com que seu povo fosse conduzido pela água 7: 37 ao 39 e que saía do templo, desde que aceitassem em ser restaurado pelo Senhor, como o fez no vale de ossos secos Ez 37; com o propósito de faze-los ter uma pátria Hb 13:14, e ser dignos de ser essa pátria, tendo assim comunhão com Deus ao extremo, e na sua profundidade total, e abrangente, baseado no seu Amor Rm 8: 38,39, para sermos regidos em tudo Nele. Sl 37: 22, 23. (Um povo a ser restaurado; O templo um local de manter esta restauração; E a terra um local para viver esta restauração).

A água simboliza vida, levando para o sentido espiritual, é ter vida espiritual, e somente em Jesus que pôdemos deixar de ser um mar morto, quando passarmos a crer Nele, João 11:25, fazendo em nossa vida um transformação radical, João 2: 9, Olha a importância da água ao nutrir as árvores, ela as farás frutificarem, dando os seus frutos na estação própria Sl 1: 3, sendo em representação, a nossa nova vida com Deus 2 Cor 5: 17, e também só com o cheiro das águas brotará novamente Jó 14: 7 ao 9, e serás sustentada Is 41:10, para novamente frutificar em atitudes santas na presença de Deus, e para Glórias de Deus, Mt 5:16.

Assista a video aula aqui

Utilizando um termo tipológico, a água é um ótimo condutor que se origina em Cristo, Ez 47:1, independente de ter um passado desesperançoso, mas através destas águas purificadoras e restauradoras, Is 44: 3, há de nos levar a ter, uma vida presente, com fé, esperança, satisfação, e alegria no Espírito, Sl 30:11, 12, que perdurará a um futuro promissor e eterno com Cristo nosso Senhor Apoc 21:17.

Obs. Os quatros estágios decorrente ao adentrar no Rio da vida.

Artelhos, Primeiro Amor (Felicidade de conhecer a caminhada Santa)

Joelhos, Oração (Vencer a dificuldades da caminhada)

Lombos, Ser serviçal (Servir a Deus com gratidão nesta nova caminhada)

Corpo todo—atravessar a nado—ser espiritual, (Ficar ligado para se manter nesta caminhada rumo aos céus.

Oh! Glória!

Autor: Irmão Robson

siga-nos nas redes sociais

Apoie este trabalho

Apoie esta obra. Ao fazer uma contribuição, você nos ajudará a criar histórias relevantes do seu gosto.

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

KAIRÓS: COMO IDENTIFICAR O TEMPO DE DEUS EM MINHA VIDA (Culto de ensino)

KAIRÓS: COMO IDENTIFICAR O TEMPO DE DEUS EM MINHA VIDA (Culto de ensino) pelo Pr. Júlio César da AD Registro, Tema: Tempo de Deus.

•Kairos significa “tempo determinado”, “tempo oportuno” ou “momento certo”. Essa é uma palavra grega muito usada na Bíblia no Novo Testamento para se referir a um tempo definido ou momento específico. Kairós é o momento decisivo; é o tempo em que as coisas são conduzidas à oportunidade ou à crise. Saiba mais aqui, neste estudo

Acompanhe o estudo com esboço gratuito! Baixe o esboço deste estudo aqui

siga-nos nas redes sociais

Apoie este trabalho

Apoie esta obra. Ao fazer uma contribuição, você nos ajudará a criar histórias relevantes do seu gosto.

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 10 frutificando em família Revista de jovens Conectar+ 1 tri 2022 (Slides)

Assista a video aula aqui

Assine o canal e deixe o seu like

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 9 A visão do vale de ossos secos editora Betel Dominical 1° trimestre 2022 (Comentário)

Comentário

O milagre na vida de um ser se evidencia, quando o tal carece de ser restaurado e permiti esta restauração, pois confia num Deus que tudo pode. (Ap 1:8 ; Ef 3: 20,21).
A restauração se inicia como um plano divino para nossa vida, a medida que atenhamos para ouvir a voz Deus, e obedecê-la . )Hb 3:7,8 ; 119: 9,10,11).
O propósito de ser restaurado é evidenciado quando se colocamos na brecha, para Deus fazer do jeito Dele, e não o nosso, ou seja, ser sensível e submisso para fazer a vontade de Deus. (Jr 18: 4).
Ao ser restaurado por Deus, e que seria necessário, por estarmos baseado na posição de incontinência diante de Deus, é necessário passarmos a ser instrumentos de Dele na terra. (Atos 1:8).


Neste ensino aprendemos que para Deus nada é impossível, (Lc 1:37), e que para Ele, de acordo com sua palavra, terá seu cumprimento primaz, 9Nm 23:19), gerando uma viva esperança, mesmo que pareça estar ao contrário do que se quer alcançar.( João 11:40).
O importante é saber que a partir desta restauração, poderemos contar com o poder da palavra de Deus, (1 João 2:14) ; e que estará em nós, nos encorajando para realizar o plano divino, para alcançar aqueles que até então estão servindo outros deuses, e não o verdadeiro Deus. (Mt 15:8,9).
Nesta empreita podemos contar que ocorrerá um bom resultado em relação a nossa restauração, através do Espírito Santo, nos guiando em toda verdade. (João 16:13).
A restauração será tão abrangente na nossa vida, que toda a Glória seja de Deus, por exercer esta tão importante influência na terra, como sal da terra e luz do mundo Mt 5:13,14,15,16; Sal para dar sabor e sentido para as pessoas servir a Deus melhor; e luz para iluminar os caminhos daqueles que precisam retornar para o caminho da vida.

Bom Estudo!

Irmão Robson

siga-nos nas redes sociais

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

O POTENCIAL DE DEUS EM VOCÊ É A CHAVE DA SUA VITÓRIA

chamado de Gideão está inserido no livro de Juízes que mostra um período difícil da história do povo de Israel. A bíblia diz que após a morte de Josué e de toda a nação que conquistou a terra prometida, nasceu outra geração que não conhecia a Deus nem mesmo as obras que Ele havia feito à seus antepassados.

Nesta mensagem eu falo sobre como O POTENCIAL DE DEUS EM VOCÊ É A CHAVE DA nossa VITÓRIA. Baseado no chamado de Gideão, discuto como ele não conhecia seu potencial. Esta pregação sobre gideão, no livro de juízes 6 é uma palavra forte para aqueles que procuram entender o seu chamado e descobrir o seu potencial. Deus tem uma palavra hoje pra mim e para você. Assista, compartilhe e seja abençoado

Baixe o slide aqui

REFUGIAR- SE EM DEUS É PROTEÇÃO PARA OS DIAS DE ADVERSIDADES

Deus é nosso refugio e fortaleza ,socorro bem presente na angustia. Pelo que não temeremos,ainda que a terra se mude,e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. O SENHOR dos Exércitos está conosco; o DEUS de Jacó é o nosso refúgio.

Sl 46: 1,2 e 7

Como seres humanos que somos, falíveis e passíveis de erros e dúvidas. Muitas vezes, quando a tribulação nos cerca as lutas nos afligem; nos sentimos só e desamparados.

Nos esquecemos ,que Deus é o nosso socorro bem presente na angustia; e ficamos como Agar no deserto, não enxergamos o poço só vemos a morte se aproximando.

Em Mateus 28:20 ,Jesus disse que estaria conosco todos os dias até o fim. É preciso entender que : estar com Jesus não nos torna isentos de lutas e aflições ; e sim que seremos vitoriosos em todas elas.

As lutas e aflições , não são para nos destruir; e sim para nos instruir ,para nos forjar como verdadeiros Cristãos e fazer grande o nome do SENHOR .Pois é neste momento que ele se apresenta e faz cessar a tempestade trazendo a calmaria.

Mas só entenderemos tudo isto, se estivermos alicerçados na palavra. Que Deus nos ajude a dispensar tempo para aprendermos com a sua palavra, e não sermos destruidos por falta de conhecimento.

Att/Capelã =Ivanilda Rissi

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Siga-nos nas Redes Sociais

siga-nos nas redes sociais

Lição 8 Mensagem contra os falsos profetas e pastores infiéis Editora Betel Dominical 1° tri 2022 (Comentário)

Mensagem contra os falsos profetas e os pastores infiéis

Os falsos profetas nos faz acreditar primeiro nos sinais e não na palavra de Deus, pois eles distorcem a mesma, Mc 16:17,18 ; Gn 3:4:5 ACF. Os falsos profetas falam o que agrada os nossos ouvidos e não para agradar a Deus, embora gostavam das mensagens de Ezequiel mas não obedeciam. Ez 8:1; Pv 3:11,12 ACF.

Os falsos profetas faziam o povo agradar também os dominantes mais do que a Deus, sendo que o mais importante é agradar a Deus do que os homens, aquele que negar a Deus este será negado na eternidade. Atos 5:29 ; Mt 10:32,33. O pastor era uma atividade comum entre os judeus, Ex. Abraão e Ló, Gn 13:7 ; Labão e Jacó, Gn 30,36 ACF.


Pastores fiéis em Israel que agradaram a Deus cumprindo o seu deveres de apascentar. Is 63:11 (Moisés) ; Sl 78:70,71 (Davi) ACF. Pastores infiéis são aqueles que procuram ser apascentados, e não apascentavam as ovelhas como deveriam, abandonando-as a própria sorte, e não cumprindo o seu dever. Mt 9:36 ; Ez 34: 4 ACF.


Tantos os profetas e os pastores em suas funções específicas, podem ser intitulados de líderes, ou ministros, pois é um presente de Deus para os mesmos, Ef 4:8,9,10,11 ACF, e também exigirá deles até o fim, uma fidelidade serviçal à Deus, e também para com a obra colocadas em vossas mãos, 2Tm 4:5,6,7 ACF, porque a responsabilidades dos profetas é apresentar os cuidados de Deus ao povo, e os pastores executam estes cuidados para povo, mas isto só pode ser exercido eficazmente quando a capacitação vem de Deus, e do seu Espírito Santo. 2 Cor 3: 2,3,4,5,6 ACF. Bom Estudo!

Autor: Irmão Robson

Para saber mais, assista a video aula aqui

Lição 8 Mensagem contra os falsos profetas e pastores infiéis Editora Betel Dominical 1° tri 2022

Teste os seus conhecimentos, faça o quiz da lição

EBD quiz lição 8 Mensagem contra os falsos profetas e pastores infiéis 1 tri 22

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

CULTO DE ENSINO. TEMA: COMO TER UMA MENTE RESTAURADA (PR. JULIO CÉSAR)

Baixe o slide do estudo aqui

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

10 BENEFÍCIOS DE MEDITAR NA PALAVRA DE DEUS

Meditar na Palavra te dá entendimento das coisas espirituais. (Salmos 49:3)

Meditar na Palavra te dá sabedoria e te faz prosperar em todas as áreas da vida. (Josué 1:8)

Meditar na Palavra te leva a conhecer Deus de maneira mais íntima e profunda, até ser cheio de toda a plenitude de Deus. (Efésios 3:19)

Meditar na Palavra te leva a ouvir a voz de Deus, porque Deus fala pela Sua Palavra. (João 10:27)

Meditar na Palavra te enche de força, vida e saúde, pois a Palavra de Deus é remédio e cura. (Provérbios 4:20-22)

Meditar na Palavra te ajuda a discernir o bem e o mal e tomar decisões que te fazem progredir e frutificar. (Salmos 1:1-3)

Meditar na Palavra te faz crescer em graça e conhecimento de Cristo. (2 Pedro 1:2)

Meditar na Palavra te leva à maturidade espiritual. (1 Pedro 2:2)

Meditar na Palavra e torna mais parecido com Cristo. (2 Coríntios 3:18)

Meditar na Palavra te dá poder e unção para cumprir o teu propósito.(Atos 20):

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 7 Povo de Deus ovelhas do Seu rebanho Editora Betel Dominical 1° trimestre 2022

Povo de Deus e ovelhas do seu rebanho

Quando Deus ao comparar o ser humano como ovelhas se entende que, carecemos de assistências semelhantes a das ovelhas, ou seja, precisamos ser protegidos, alimentados, cuidados, e muitas das vezes ser conduzidos por uma diretriz confiável. Bom! levando para o sentindo espiritual, e utilizando estes quatros comportamentos assistênciais, encontraremos o porque carecemos da ajuda do Supremo Pastor,

1

Carecemos de proteção, ou seja, Se não fora o Senhor, que esteve ao nosso lado, ora diga Israel, Se não fora o Senhor, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós, Eles então nos teriam engolido vivos, quando a sua ira se acendeu contra nós. (Sl 124: 1,2,3 ACF.)

2

Ser alimentados, ou seja, ser nutridos pela Palavra de Deus, para não sermos enfraquecidos pelo caminho, mas desejando afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, (A Palavra de Deus) não falsificado, para que por ele vades crescendo; (1 Pedro 2: 2 ACF).

Saiba mais sobre o livro do profeta Ezequiel

SAIBA MAIS SOBRE O LIVRO DO PROFETA EZEQUIEL

3

O Supremos Pastor cuida e zela pela a nossa saúde Espiritual, desde que obedeçamos a sua voz, e seguindo o seu caminho, para sermos sarados,(Isaías 53: 4,5,6 ACF).

4

Conduzidos, ou direcionados por uma fonte confiável, que é a Palavra de Deus, e com o apoio de um agente especialista em nos guiar em toda verdade, que é o Espírito Santo, fazendo com que não erremos o caminho da eternidade, ou seja, não deixar de estar no Aprisco do Senhor, que é para sempre, Oh! Glória! João (16:13 ; Sl 119:105 ACF).

Bons Estudos

Autor: Irmão Robsom estudo!

Saiba mais assistindo a video aula

Dica para ser um excelente professor de Escola Bíblica Dominical

LIÇÃO AOS PROFESSORES*

*Duas frases que um(a) professor(a) tem que deletar de seu vocabulário :*

1 – NÃO TENHO TEMPO🏃🏻‍♀

2 – NÃO GOSTO DE LER🤨

Tempo é você quem administra, é você quem organiza.

Leitura é seu fundamento, sua estrutura, suas bases e paredes.

#ADMINISTRE MELHOR SEU TEMPO

🤓LEIA a lição📓 na Segunda.

🤔Medite na Terça.

📝Inicie apontamentos na Quarta.

🔍Pesquise na Quinta.

🤔📝Faça mais apontamentos na Sexta.

📋🖋Reúna todos os apontamentos no Sábado.

👩🏻‍🏫👥Dê a aula pra si mesmo se possível em voz alta🗣, isso ajuda a absorver o conteúdo, a observar pontos fortes💪🏼 da Lição.

😌Pronto, domingo é só dar aula👨🏻‍🏫🙏🏻

*REGRA DE OURO*

ASSIM COMO ESPECIALISTAS INDICAM QUE NO DIA DO ENEM NÃO É DIA DE ESTUDAR PRA PROVA, DOMINGO ÀS SETE DA MANHÃ OU SUA AULA JÁ ESTÁ PRONTA OU VOCÊ NÃO TEM AULA.

*TEMPO*

⏳🤔A quantidade de tempo destinada ao preparo da aula demonstra a importância e o valor da Palavra de Deus e de seus alunos pra você.

 *pense nisso e boa aula*

#EBDébençãoparavoçê

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Lição 6 as parábolas do livro de Ezequiel Editora Betel dominical 1ª trimestre 2022

COMENTÁRIOS

As parábolas do livro de Ezequiel

* Precisamos entender que fomos chamados para frutificar obras aprovadas, e santificadas por Deus Mt 5:16 ARC, no meio de uma geração infrutífera e pecadora, brilhando nesta terra que está em trevas, como astros neste mundo Fp 2:15 ARC. E se não andarmos nesta regra, Deus não acharás frutos bons em nós, Is 5:4. Embora a videira tenha fragilidade em seus ramos, e que simboliza a cada um de nós, seremos frutíferos se estivermos ligados em Cristo a videira verdadeira, João 15:5 ARC.

Tópico 1

É bem certo que Deus por oferecer toda infraestrutura espiritual para nós, para cumprir assim a sua vontade, também quer fazer uma colheita próspera refletida em nossa conduta diária. Mt 13:30 ARC.

Tópico 2

Por causa da infidelidade somos traidores de Deus, e atraídos pelo mundo que quer roubar o amor de Deus em nós, através do pecado, e nos fazendo inimigos de Deus Tg 4:4 ARC.

Desprezar a bondade de Deus, não restará mais sacrifícios que nos livraria da ira de Deus, Hb 6: 4 ao 9 ARC, é o mesmo que declarar nossa sentença de morte diante dos inimigos, Sl 124:1,2,3 ARC. Só alcançaremos a graça de Deus, mesmo que tenhamos uma aliança com Ele, se formos uma terra fértil e flexível ao seu Espírito, caso contrário seremos pegos em falta pela balança de Deus, Dn 5:27 ARC.

Tópico 3

Primeira águia (Nabucodonosor), trata-se do primeiro invasor, este no conceito espiritual, aquele que nos fará estar nos domínios dele, fazendo-nos desprezar os preceitos de Deus, vivendo segundo os rudimentos do mundo Col. 2:7,8 ARC, o vôo para morte, ou seja, quando o nosso caminho não condiz com os caminhos de Deus, Dt 30:19 ARC. Segunda águia (Faraó) é aquele que nos faz tomar caminhos tortuosos e continuar neles, nos desvirtualizando como novas criaturas em Deus, para deixarmos de propagar as obras de Deus.

Rm 6:13 ARC, vôo da morte, ou seja, o resultado final de nossa má conduta, desrespeitando o estilo de vida santo que Deus requer de nós, Ap 22:11 ao 15 ARC, Mas quando aceitamos a disciplina do Senhor, seremos restaurados Sl 80: 14 ao 19 ARC, e comtemplaremos o domínio eterno de Deus, no seu reino messiânico por Cristo Jesus nosso Senhor.

Bom estudo!

Autor: Irmão Robsom

Para saber mais, assista nossa vídeo aula

Quem foi o Rei Zedequias

O rei Zedequias foi o último rei de Judá entre 597 e 586 a.C. Zedequias era filho do rei Josias, e foi o terceiro entre seus irmãos a sentar-se no trono. Antes dele, seus irmãos mais velhos Jeoazaz e Jeoaquim já tinham governado Judá.

Entre o reinado de Jeoaquim (609 – 598 a.C.) e de Zedequias, seu sobrinho, Joaquim, reinou em Judá por três meses, antes de ser deposto e levado juntamente com os membros de sua casa e seus oficias para a Babilônia.

Após depor Joaquim, o rei Nabucodonosor estabeleceu Matanias como rei em Judá, e lhe mudou o nome de Matanias, que significa “dom de Javé”, para Zedequias, que significa “justiça de Javé” (2Rs 24:17). Como os homens mais valorosos de Jerusalém tinham sido levados para o cativeiro babilônico, o rei Zedequias tornou-se rei do remanescente que ficou.

SEU REINADO

Os relatos sobre os onze anos de reinado de Zedequias estão registrados em 2 Reis 24:18-25:26; 2 Crônicas 36 e em várias passagens do livro de Jeremias, como nos capítulos 29, 34 e 52.

Logo que começou a reinar, Zedequias parecia estar disposto a obedecer a Lei e seguir os conselhos do profeta Jeremias, especialmente sobre as políticas estrangeiras, tanto que ele enviou um tipo de comitiva diplomática à Babilônia para instruir os judeus que lá estavam a viverem de uma forma harmoniosa (Jr 29).

Apesar de aparentemente o reino herdado por Zedequias parecer tranquilo, a situação era bem difícil de controlar. Com o tempo, a corte de Zedequias se revelou ser um centro de conspirações contra a Babilônia.

Além disso, no quarto ano de seu reinado, o rei Zedequias recebeu em Jerusalém a visita de representantes de Edom, Moabe, Amom, Tiro e Sidom para propor uma conspiração conjunta contra Nabucodonosor.

Na ocasião, o profeta Jeremias se opôs veementemente a esse plano, e exortou que Deus era quem havia entregado as nações a Nabucodonosor, e qualquer um que tentasse se rebelar a esse domínio pereceria. O profeta utilizou até um jugo de madeira sobre seus ombros para dramatizar sua mensagem.

Nesse cenário o rei Zedequias compareceu à Babilônia, talvez intimado por Nabucodonosor, mas ao que parece ele conseguiu desviar as suspeitas sobre a conspiração (Jr 51:59).

Finalmente, entre o sétimo e oitavo ano de seu reinado, o rei Zedequias se aliou ao Egito, e essa aliança foi entendida como completamente desleal por Nabucodonosor, e o resultado foi a invasão da Palestina e o cerco de Jerusalém (Jr 34; 37; Ez 17).

Enquanto Jerusalém estava cercada, Jeremias foi muito claro ao dizer que a única possibilidade seria a rendição aos babilônios, pois Jerusalém deveria cair sob o domínio do rei Nabucodonosor.

Apesar dos babilônios terem tido alguma dificuldade durante um tempo por conta das ameaças dos egípcios sob o comando do Faraó Hofra que possivelmente pretendia ajudar a cidade sitiada, Nabucodonosor não desistiu do cerco de Jerusalém.

A cidade que era bem fortificada conseguiu resistir por aproximadamente um ano e meio. Durante esse período a população sofreu com a grande fome que se instalou e as pestes que surgiram devido à situação precária do momento.

A MORTE DE ZEDEQUIAS

Finalmente os babilônicos conseguiram abrir uma passagem no muro, e a cidade foi tomada. O rei Zedequias, percebendo que tudo estava perdido, tentou fugir para salvar sua própria vida, porém foi capturado pelos inimigos e conduzido até a presença de Nabucodonosor em Ribla.

O rei Zedequias foi sentenciado a ver seus filhos morrerem em sua frente, e depois teve seus olhos arrancados e foi levado acorrentado à Babilônia, onde permaneceu preso até sua morte.

Com isso, se cumpriram na íntegra as profecias sobre o último rei de Judá registradas em Jeremias 34 e Ezequiel 12.

Fonte: https://estiloadoracao.com/quem-foi-o-rei-zedequias-na-biblia/

Lição 5 A lei da responsabilidade pessoal Editora Betel dominical 1° trimestre de 2022

Comer uvas verdes e embotaram os dentes dos filhos.

Jr 31:29; Ez18:2:

Comentários da lição

Tópico 1:

Deus sempre querendo nos fazer se ajuntar a Ele, e nós sempre se afastando Dele com desculpas evasivas e transferidora, Mt 23:37 ARC, e em relação aos culpados ninguém é inocente diante de Deus, Ex 34:7 ARC, podem até serem vítimas, mas não poderão anularem o poder de escolha com o qual Deus nos fez (Livre arbítrio), Dt 30:19 ACF, ter responsabilidades pelos nossos atos, nos fará amadurecer como pessoas, e nos fortalecerá com servos de Deus, independentemente de ser culpado ou não, se forem culpados, Deus há de nos perdoar, e nos dará outra chance para nós acertarmos, 1 João 1:9 ARC.

Mas se forem vítimas, e estiverem falando a verdade, é Deus que nos justificará, Rm 8:31 ao 39 ARC.

Tópico 2;

Ser diferente não é ser deficiente no ambiente espiritual, em que Deus quer nos colocar, mas sim é ser eficiente para tal incumbência, Efésios 2: 10 e 13 ARC, existem os erros e os acertos, que tem como propósito de nós amadurecermos e também de fortalecermos, ou seja, os erros nos amadurecem para nós acertarmos, e os acertos nos fortalecem para nós não errarmos,

mas para que isto se torne legitimamente decifrável, precisamos andar em espirito, baseado em nossa conversão a Deus, ou seja, outrora andávamos na contramão de Deus, agora precisamos andar ao favor de Deus, Gl 5:16 ARC, e em confirmação desta nova trajetória de vida, precisamos responder esta impactação, com a nossa própria vida, Tg 4:8 ARC.

Este curso se propõe a trazer um panorama do Livro de Ezequiel, abordando os seus principais aspectos, capacitando estudantes da Bíblia, professores de Escola Dominical e afins, a compreenderem melhor este livro tão rico e especial, da  Bíblia Sagrada.

Saiba mais em:

https://go.hotmart.com/G65763098U?dp=1

Tópico 3:

A salvação que Deus nos concede tem um caminho para percorrer, não é porque andamos certos para termos os direitos para tal privilégio, e nem por que Deus nos fez promessa, mas sim é pela graça de Deus, e também como não exigiria uma mudança nos moradores atuais do céu que é a igreja (Eclésia)? Claro que exigiria! embora Deus quer todos sejam salvos, versículo 1 Tm. 2:4 ARC,

mas precisamos fazer o certo para agradar a Deus, como queremos alcançar coisas celestes, se só priorizamos as coisas terrestre? Gl 6:8; Col. 3:1 ARC. Por isso que cada um precisam estar seguindo a Cristo, e levar a sua própria cruz Lc. 9:23 ARC, e não visando estar baseado no azeite de outrem Mt 25:8,9 ARC.

Bom estudo!

(Autor: irmão Robsom)

Assista a Pré aula aqui

Sigame-no instagram

Se este texto te foi útil, compartilhe com alguém, dê uma estrelinha e assine pra receber mais notificações.

Avaliação: 1 de 5.

Introdução ao livro de Ezequiel

Novo curso pela Hotmart

Público alvo:

✅Professores de EBD;
✅ Estudante da Bíblia;
✅ Cristãos que queriam saber mais sobre o livro do profeta Ezequiel

Nível: iniciante 📈

🚨 Membros e apoiadores do Canal Boa Semente 🌱, podem conseguir desconto de 10%. ( Neste caso, o aluno precisará entrar em contato no ZAP do Boa Semente 🌱 para receber o seu cupom de desconto)

Detalhes
💻💯% online
⌛2 horas de curso
🎥4 vídeo aulas
📝Textos de apoio
🧾Certificado ao final.

Clica no link e faça logo sua inscrição

📖Introdução ao livro de Ezequiel📖

Oficina de esperança
Pr. Júlio César Medeiros
Canal Boa Semente 🌱

Faça sua matrícula aqui

https://go.hotmart.com/G65763098U